Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 27 de junho de 2008


Propaganda estimula consumo de gordura, sal e açúcar


A Universidade de Brasília (UnB) e o Ministério da Saúde divulgaram ontem, o resultado de uma pesquisa que apontou que as propagandas que mais predominam nas TVs e revistas são as de alimentos com alto teor de gordura, sal e açúcar.

Os anúncios de alimentos nas televisões correspondem a 9,7% do total e sua maior freqüência é registrada no período das 14h30 às 18h30, com maior prevalência na rede de televisão a cabo. Já as mídias impressas focam mais em revistas infantis, para adolescentes e mulheres. A informação é da Agência Brasil.


No estudo constatou-se que os alimentos mais divulgados na mídia são produtos que afetam a saúde e acarretam doenças crônicas. Durante a divulgação dos dados, o Ministério da Saúde afirmou que 60% dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) são gastos em tratamentos de hipertensão, diabetes e coronarianas.


Segundo a coordenadora geral da política de alimentação e nutrição do Ministério da Saúde, Ana Beatriz Vasconcellos, os órgãos competentes pretendem realizar campanhas de alimentação adequadas para executar uma mudança nos hábitos da população, na intenção de reduzir o consumo desses mantimentos.


Entretanto, a meta principal é efetuar revisões de todas as políticas legislativas que estão no Congresso Nacional, relacionadas a esse tipo de propaganda.


Além disso, a reunião discutiu também a proposta de consulta pública da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), publicada em 2006, que dispõe sobre a oferta, propaganda e publicidade de alimentos com quantidades elevadas de açúcar, gordura saturada, gordura trans e sódio.


Na avaliação da gerente de propaganda da Anvisa, Maria José Delvado, a consulta mudará os hábitos dos brasileiros e irá privilegiar a saúde da população, principalmente das crianças que consomem esses alimentos, muitas vezes, induzidos pela mídia.


“Nós estamos estabelecendo critérios de propagandas ricas em gordura, sal e açúcar, justamente para que essas campanhas possam ter informação importante sobre o ponto de vista de saúde pública e que possam conter práticas implementadas neste segmento que influenciem e alterem significamente os padrões de consumo”, disse.


Segundo a dona de casa, Carmem Miranda, os meios de comunicação erram ao não equilibrar as informações, inclusive, nos comerciais. Ela disse que hoje é muito difícil fazer com que os filhos mantenham uma alimentação saudável. Para ela, a falta de tempo dos pais, a influência dos amigos na escola e a televisão são aspectos que contribuem para que as crianças aprendam a consumir alimentos que não são saudáveis.

“Em casa, quando tenho tempo, preparo um lanche mais saudável, mas quando eles chegam na escola trocam os lanches com os coleguinhas por biscoito de chocolate, sem contar que a televisão passa toda hora propaganda de biscoito de super heróis, daí a gente acaba comprando para agradar os filhos”, conta Carmem.


7 comentários:

Anônimo disse...

Agora só falta o órgão publicitário representativo do setor fazer uma campanha insinuando que estão querendo tirar o direito de divulgação. Ora, se os alimentos fazem mal (há muitas pesquisas que o comprovam), por que são comercializados? As autoridades dizem que é o hábito de consumo o responsável não as ferramentas do marketing (especializado em trabalhar o subconsciente e o inconsciente deste consumidor).

Anônimo disse...

Sr neo-anarco-petista-que continuamente mama nas glamurosas tetas do governo-e-é-ferrenho opositor - do Lulla- mas ao mesmo tempo- defende o pé-de-cana do Olívio que comprou cachaça na padaria da esquina com cartão corporativo.

Faça-me um favor: esqueça a Luciana, ela já tem marido. Outro: eleja-se como mais votado dep federal na capital, mesmo sem máquina ou $ de empresas. Após: discutimos. Por enquanto: Resigne-se a condição de rélis bajulador do pé-de-cana e saudosista do tempo em que se discutia socialismo em botecos de esquina.

Salute!

Guto

Anônimo disse...

Credo Sr. Guto, quanto ódio, por isso o seu PSOL está onde está, sito é, no limbo.
Isso em nada difere da direita raivosa.
Maria Eduarda

Anônimo disse...

A Luciana Genro acabou de perder o meu voto. Votarei nulo. Eu estava tentado a perdoar as bajulações dela à RBS, mas com este comentário do Guto, fui...

Clairton disse...

Tem um filme muito bom (made hollywoood!!) sobre este tema: "NAÇÃO FAST-FOOD"

fernando disse...

Esse filme q tem o Bruce Willis no elenco? De esquerda...

Guto, triste declaração, se foi dele...realmente a Luciana começa a perder votos para o nulo, pq eu ia acabar votando nela.

Mas, tem q ter cuidado para definir qlquer coisa com base em declaração de ocmentario do blog. Q posição é essa? Quem é o guto?

Clairton disse...

Fernando, o Bruce Willis está no filme que é excelente. Passe numa locadora alugue e assista. Depois emita sua opinião.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo