Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 28 de abril de 2008


Yeda vai estabacar-se novamente

Rosane de Oliveira, jornalista e abelhinha, comenta em sua coluna hoje em ZH que “o governo gaúcho precisa ter garantias de que a União não vai tentar embargar o acordo com a alegação de não cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal em relação a gastos com pessoal”.

No permanente tom de quem não só explica, mas justifica os atos tucanos no Piratini, Rosane continua:

“Foi isso o que o governo tentou fazer com um pedido de liminar negado à época em que a governadora estava em Washington. Para tentar derrubar a decisão, Yeda vai a Brasília hoje conversar com o presidente do Supremo, Gilmar Mendes.” – completa a jornalista da RBS.


........

A governadora – como se diz – está procurando sarna para se coçar. Certamente, vai se estabacar outra vez, o quadragésimo tropeço em menos de dois anos de governo.

O que dona Yeda quer fazer? Vai ratificar o erro anterior, o de ter entrado com uma liminar preventiva para conseguir que o empréstimo seja aprovado pela Secretaria do Tesouro. Ou seja, a governadora quer que o Judiciário obrigue o Executivo a aprovar o empréstimo internacional para o RS. Depois de tratativas difíceis, morosas, mas sempre amigáveis, dona Yeda quer agora desencravar o dinheiro a golpes de torquês.

Mas não satisfeita com o primeiro erro (grave), dona Yeda desta vez vai conversar (ou constranger) o ministro Gilmar Mendes, presidente do STF, para quem sabe torná-lo um aliado do Piratini.

Esforço inútil, perigoso e desinteligente. Inútil, porque Gilmar Mendes se não é um tucano de direito, o é de fato, haja vista a caravana tucana semana passada, quando da sua posse na presidência do Supremo. Perigosa, porque dona Yeda, com essa atitude, está desafiando o Ministério da Fazenda com uma demonstração desrespeitosa de assédio ao Judiciário. Desinteligente, porque quer fazer prevalecer suas relações cordiais com Gilmar Mendes sobre atos administrativos que são da inteira responsabilidade do Executivo.

O que quer Yeda? Que o Judiciário intervenha no Executivo, só porque a governadora padece de ansiedades?

Rosane de Oliveira, sem querer, está fazendo a crônica anunciada da próxima estabacada da governadora. Mais uma, para a sua coleção de tombos e trombadas.

14 comentários:

Anônimo disse...

"(...)Desinteligente, porque quer fazer prevalecer suas relações cordiais com Gilmar Mendes sobre atos administrativos que são da inteira responsabilidade do Executivo (...)".

Bela síntese da era Yediana, Cristóvão.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Essa é a típica crítica do vazio. Yeda apenas está tentando liberar ANTECIPADAMENTE este pagamento do empréstimo, aprovado por unanimidade pela Assembléia do RS (inclusive com os votos do PT). E todas as formas são legítimas, inclusive o ingresso de medida judicial acautelatória. Não se trata de ação temerária e nem de litigância de má fé. A burocracia do senado e do ministério da fazenda podem atrasar a liberação do financiamento. Talvez interesses políticos estejam por trás disso, no sentido de que Yeda não faça um bom governo....

Anônimo disse...

"Não se trata de ação temerária e nem de litigância de má fé."

Também não se trata de crime contra fé pública, crime de prevaricação, etc. O Maia quer desfilar seus conhecimentos de juridiquês, aqui.

olaf

Anônimo disse...

Aliás a coluna da Rosane hoje tá um doce só...Não consigo enumerar os belos adjetivos dela ao secretário do Chopinho.
"Consternação
O clima de consternação com o episódio envolvendo Ariosto Culau é generalizado no governo. Ele era uma unanimidade: afável, inteligente, boa praça."
É mole????

sil

Anônimo disse...

O RS da classe média mais submissa do país aos interesses da mídia corporativa (e, sobretudo, dos patrocinadores dessa) é o único lugar do mundo no qual não se explica que o aumento do endividamento do Estado é o mesmo que se eu recebesse R$7.000,00 de salário, fizesse um leasing de 60x R$1.700,00 pra comprar uma SUV e comprasse uma casa de R$400.000,00 num condomínio fechado e precisasse de um papagaio pra pagar tudo o que eu não preciso ter se soubesse sobreviver admitindo que eu como galinha ao invés de fingir que estou comendo faisão.

Também não se explicou por aqui através da mídia corporativa que o endividamento em dólar do Britto ferrou o RS, que o Olívio foi criminalizado por ter tentado estancar essa sangria pra trabalhar por quem mais precisa e que tudo o que Britto, Rigotto e Yeda fizeram foi dar uma de gringo que refinancia a hipoteca da própria casa não pra comer ou pra pagar a escola dos filhos mas, sim, porque não pode ter uma piscina menor do que a do vizinho.

[]'s,
Hélio

el barto disse...

ela tem é que se preocupar com a casinha, a lama tá chegando...

Anônimo disse...

A Rosane acha que o Culau era "boa praça"? Boa praça é a praça de alimentação do Shopping Total, onde ele estava tomando um chope com o falcatrua!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hélio, a única medida que o Olívio fez para estancar a sangria foi a proposta rechaçada de aumento de imposto. E nada mais além disso. Outro dia um taxista (sempre eles) que é de Guaiba ainda lamentou a perda da Ford. Eu perguntei de quem foi a culpa? Do Olívio, ele me respondeu, o bigode é muito burro. E não havia como não concordar....

Anônimo disse...

Caro Cristóvão,
Quando você acha que já viu de tudo, vem alguém e consegue te assombrar.
Existem pessoas más que só pensam em atrapalhar e impedir a Yeda de 'fazer um bom governo'; foi demais, 'interesses políticos' querendo prejudicar deliberadamente o RS. Eu só quero deixar registrado: Ninguém precisa empurrar a dona Yeda para o abismo, ela consegue ir sozinha, e junto com ela, vai o estado com o povo mais politizado do país, pois não há nada que nossos inimigos consigam fazer contra nós que nós não façamos de um jeito melhor. Viva o RS.
José Luís

Carlos Eduardo da Maia disse...

José Luiz, quanto mais cedo aportar nos cofres do EStado os recursos do financiamento é melhor para todos, até porque a AL já aprovou por unanimidade. O que eu não entendo - e não consigo entender -- é a irresponsável crítica ao governo Yeda por certas coisinhas insignificantes. picuinhas imbecis. Criticaram a Yeda por causa da reenturmação, mas as turmas reenturmadas significam 0,4% e elas em média tinham 6 alunos. Crítica demagoga e oportunista. E agora essa crítica de que o governo tucano gaúcho ingressou com cautelar no STF. Ela apenas está tentando liberar esse recurso de forma antecipada, até mesmo porque uma decisão judicial pode suprir os trâmites burocráticos. Outra crítica oportunista da mídia alternativa que gosta de manipular, omitir e distorcer os fatos.

miguel grazziotin disse...

Novamente o pelego do PSDB nos visita...vá desfiar esta cartilha onde ela pega, na classe media burguesa de porto alegre.
O que me preocupa é que ,aos poucos, está se instalando na opiniao publica que as questoes politicas,que devem ser decididas pelos politicos que NÓS elegemos, sejam decidida pelo judiciario.Neste ponto existe um artigo do Azenha, dizendo da preocupaçao com o novo perfil do jovm=em judiciario, clasemedia alta, que nunca precisou se preocupar com nada, que o unico trabalhador que teve contato consigo foi a empregada da casa ou o motorista....perigoss este golpe "juridico" que amaça as instituições democraticas...

Anônimo disse...

De forma antecipada, Maia?
Ela está forçando a barra, atravessando o samba, abatumando o bolo, querendo cantar enquanto se ora, querendo orar enquanto se canta.
Essa mulher é uma atrabiliária. Um desastre administrativo e um perigo político. Até a anta do Arthur Virgílio passa pito nela. Foi ele que praticamente demitiu o Culau. Ela é tão irresponsável e com tanta insensibilidade política que não se deu conta da gravidade do encontro do Culau com o Ferst.
Maia, essa gente é um perigo para si próprio, imagina para o RS.

Juarez Prieb

Anônimo disse...

Só o Maia pode achar que um governo encabeçado pela Chopeira (mistura de Chopp e Toupeira)da Yeda pode dar certo.

Inimiga pública do seu próprio vice. Já se demitiram ou foi demitida para agradar as papeleiras, coisa de uns oito secretários. Sem contar os que renunciaram antes da posse. Isto tudo em um ano.

Quem não é louco ou panaca é da turma do Chopp com o Lair.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Thus sprach Claudinho Petrobras.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo