Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 3 de abril de 2008


Banco estatal é a alegria de multinacionais predadoras

O Banco do Brasil planeja participar do capital de empresas do agronegócio. A afirmação foi feita pelo próprio diretor de agronegócio do banco. A instituição tem interesse em se associar aos grandes produtores que pretendem criar empresas, sobretudo no Mato Grosso (MT). Entre os grupos visados pelo Banco do Brasil, destaca-se o grupo Vanguarda, dono de 220 mil hectares de terra e 180 mil cabeças de gado no estado do MT. O Vanguarda faturou R$ 365 milhões em 2007. A informação é da Radioagência NP.

O popularmente conhecido como BB já é o maior financiador do país de empresas do setor rural. Um terço das operações da instituição são destinadas para essa área. Os beneficiários normalmente são grupos transnacionais, constantemente denunciados por movimentos sociais e entidades civis por destruírem o meio ambiente, prejudicar comunidades interioranas (índios e quilombolas) e enviar grande parte de seu lucro para o Exterior.

Em 2007, o banco emprestou cerca de R$ 7 bilhões para treze grandes grupos econômicos. Dentre eles, destacam-se a Cargill, a Bunge, a Votorantim, Vale, Aracruz Celulose, Bayer e Souza Cruz. Nenhuma dessas empresas praticam as orientações da cartilha editada pelo BB - a "Agenda 21" - em parceria com o Ministério do Meio Ambiente (fac-símile da capa), onde o banco estatal afirma ser o "Banco da Sustentabilidade".

Como se vê, tudo são palavras ao vento, márquetim vazio e retórica vã. Exigir contrapartidas ambientais, sociais e de sustentabilidade efetiva a esses tomadores de vultosos recursos públicos, nem pensar.

9 comentários:

Guga Türck disse...

Sim, Estado Paternalista!
E tem gente pregando a inexistência e/ou diminuição do papel do Estado... Como ficariam as pobres empresas de lucros bilionários?!
Que contradição, oh capitalistas! São os que mais levam em detrimento do restante da população.
Em Cuba, todas as empresas são estatais e os parcos recursos disponíveis garantem saúde e educação para todos. Ninguém morre de fome e a violência é mínima.
Outro tipo de Estado Paternalista?
Sim. Mas tudo é uma questão de foco...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Em Cuba os parcos recursos disponíveis garantem saúde e educação para todos e apenas isso e nada mais além disso. Não existe miséria em Cuba, apenas pobreza e nada mais além disso. É justo um Estado restringir dessa forma tão rígida, o sagrado direito de iniciativa das pessoas? Por isso que parte considerável dos cubanos mora no exílio e são esses que estão fora que sustentam a ilha da dinastia CAstro.

Anônimo disse...

Não é verdade que em Cuba só existe pobreza, e nada além disso. Já se sabe que, aos poucos, estão surgindo áreas destinadas à ricos, se assemelhando a essa maravilha que torna-se o Brasil e que os neoliberais tanto gostam, onde "democraticamente" coexistem os muito ricos e os muito pobres, com um enorme abismo entre eles.
Baiacurs

Carlos Eduardo da Maia disse...

Pois é, Baiacurs, a dinastia Castro deveria revogar essas últimas leis que facilitam o consumo do fetiche da mercadoria e que beneficia a "nova classe média cubana" abastecida exclusivamente com os dólares do turismo e dos parentes de Miami.

Blogoleone disse...

Pois é, Cristóvão. E, apesar de todos esses grandes empréstimos, enquanto os bancos privados tiveram rentabilidade record em 2007, o Banco do Brasil teve resultado ridículo.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Blogoleone, o resultado ridículo do BB não foi por causa desses grandes empréstimos a grandes empresas. A causa é outra, porque nestes últimos tempos nenhuma grande empresa brasileira foi para o espaço.

Anônimo disse...

Maia, me responde por que metade dos uruguaios/as vivem no Exterior. Será por causa da dinastia Castro?


luiz

Carlos Eduardo da Maia disse...

Luiz, os uruguaios que vivem no exterior podem voltar ao seu país. Os cubanos exilados não.

Anônimo disse...

O blog é do Maia ou do Cristóvão?
Eles são a mesma pessoa???
Seria um o bizarro do outro?!

Todos, simplesmente TODOS os posts que têm algum tipo de discussão relevante este cara está patrulhando ideologicamente TODO MUNDO e desviando o foco!

Muito estranho...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo