Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 22 de abril de 2008


Agora, a educação brasileira está praticamente salva

Relaxe. O seu feriado não foi perdido. Enquanto você descansava, por conta do Tiradentes, havia alguém pensando no futuro do Brasil. Havia alguém preocupado com o futuro da educação no país. Mais exatamente, enquanto você esperava pelas manchetes sobre o caso Isabella, no hotel Transamérica da ilha de Comandatuba, na Bahia, o promotor de eventos João Dória Jr. (foto) se juntava a José Múcio Monteiro e Geddel Vieira Lima para falar sobre "Educação Pública de Qualidade para um Brasil Melhor".

Confesso que às vezes tenho saudade da infância de minhas filhas. Mas, de outra parte, às vezes me sinto aliviado de que ambas já não dependem do ensino no Brasil, ou do próprio Brasil. Já imaginaram o cenário sombrio? Depois de fracassar com o movimento Cansei, João Dória Júnior dá palpite na educação pública brasileira. Não achei que iria viver para ver isso: Dória, Geddel e Múcio no mesmo ambiente, debatendo educação. Será que eles não poderiam mudar de assunto? Falar sobre o caso Isabella, por exemplo?

Ver o governo Lula associado a tudo isso já não me surpreende. É a face Silvinho Land Rover Pereira do governo. Já se esqueceram dele? Ganhou de presente um jipe usado de presente. Onde já se viu levar um jipe usado de presente? Nem no Paraguai. No Paraguai é fácil encontrar no governo alguém que queira um jipe importado. Mas vão pedir um zerinho. O presidente Lula deveria rezar todos os dias para agradecer pela oposição com a qual foi presenteado por Deus. A qualidade destes quadros governamentais é estupenda: Múcio, Geddel e Hélio Costa.

Para completar o seu alívio, informo que parte da reforma educacional do governo de José Serra, em São Paulo, inclui a distribuição do Guia do Estudante, que você pode comprar nas bancas, para alunos da terceira série do segundo grau de escolas públicas. A Editora Abril, a mesma de Veja, vai cuidar da informação de nossos jovens estudantes. Haverá aulas especialmente criadas para que o conteúdo do Guia seja debatido. A alegação é de que os alunos não se informam sobre atualidades pelos jornais. Qual é a pior fonte de informação: o Guia do Estudante, O Globo ou Veja? É o mesmo que perguntar qual é o pior: Múcio, Geddel ou Hélio Costa?

Pescado integralmente do blog do Azenha.

4 comentários:

Anônimo disse...

Canalhinha com estilo.

armando

Anônimo disse...

CERTAMENTE É DO PIG! pIG! pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!pIG!

claudia cardoso disse...

La vieja bruja escreveu sobre a participação do Gerdau nesse bendito encontro na BA. É repulsiva a visão educacional dessa gente.

Anônimo disse...

O Maia devia andar por lá para pegar uma rebarba, e reciclagem...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo