Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 23 de abril de 2008


Greenhalgh está um-pote-até-aqui-de-mágoas

Muito ruim, lastimável a entrevista do advogado Luiz Eduardo Greenhalgh publicada hoje no jornal Valor.

Greenhalgh foi advogado do MST por muitos anos, e deputado federal pelo PT de São Paulo, apoiado pelo MST. Foi candidato à presidência da Câmara dos Deputados para o biênio 2005/06, tendo sido derrotado pelo famigerado deputado Severino Cavalvanti, por pura inabilidade e cupidez.

Hoje, ainda ressentido, Greenhalgh atribui a sua derrota para Severino ao MST, e não ao PT, que lançou burramente dois candidatos na época. Em 2006, sem os votos do MST, ele não conseguiu sequer se reeleger deputado federal por São Paulo. O movimento, de fato, considerou o advogado muito chapa-branca, por ter feito uma opção política acriteriosa e submissa em favor de todas as medidas (e omissões) do governo Lula.

Agora, está como um-pote-até-aqui-de-mágoas falando e se queixando tardiamente do MST e do mundo ingrato, dizendo:

- Tenho muito medo que o MST vire um partido político. Eu defendo a reforma agrária, que se avance nesse projeto, mas não defendo o desbordar do limite, a descaracterização do movimento.

Greenhalgh certamente quer que o movimento social fique sentado placidamente nas ante-salas dos ministérios e dos Incras da vida esperando a burocracia do Estado formalizar o direito inalienável dos cidadãos e cidadãs à propriedade. Para ele, as mobilizações na luta pela terra e pelos direitos de cidadania são “desbordes do limite” e “descaracterização do movimento”.

Coisas da vida.


12 comentários:

Fabrício disse...

Penso que tudo tem seu tempo.
Na luta política, há que se respeitar prazos e limites.
Primeiro, foram os chamados radicais - HH, Luciana Genro... -, em seguida, lutadores sociais, intelectuais de esquerda e outros segmentos socialistas. Greenhalgh, nestes marcos, é importante referencial, "pela negativa", para que se caracterize o governo Lula. Deve ser referencial, também, para o MST, talvez o último segmento ainda vacilante diante da traição fundamentalista do petismo convertido - já que a CUT, claro, não conta; sua direção pelega vem sendo atropelada pela base.
Me impressiona, contudo, a demora em "cair a ficha" mesmo depois de Lula ter afirmado não nutrir simpatia pela esquerda e, principalmente, protagonizado até aqui um projeto escacaradamente neoliberal.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Vejo que Greenhalgh, pela primeira vez na vida, foi sensato.

miguel grazziotin disse...

É destes tipos de politicos de "esquerda" que o PT optou, se colocando como um partido social-democrata.Lamentavel para quem tem as convicçoes socialistas.
O MST é um movimento reconhecido por todo o Mundo, respeitado, só no Brasil onde o PIG pelego do capital o criminaliza e obvio pessoas como este Maia que deve receber de algum grupo neofacista para ficar lendo blogs de esquerda...

Anônimo disse...

Miguel, escreve-se faScista.

Anônimo disse...

Não. escreve-se fa$cista.

Anônimo disse...

Aqui se faz, aqui se paga.
Gostaria de ver este ex=deputado como refém destes marginais do MST.
Falo pelo que já passei.

Valdemar

Anônimo disse...

O difícil é ficar refém do agronegócio e usuário do trabalho escravo.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Pelo jeito que a coisa anda por aqui nos ultimos quinhentos e sete anos, deve ser a unica alternativa para a efetivação da reforma agrária.

Claudio Dode

Anônimo disse...

A salvação é pegar um bico em uma estatal, como alguns por aí. Salve-se quem puder.

Anônimo disse...

A salvação, meu caro, é roubar no Detran/RS.

Jurandir

Anônimo disse...

Esta milícia do MST deveria ser fusilada.

Anônimo disse...

Anônimo, da covardia e pretensão, e facista (para ti fascista - disto tu entendes!):

Fuzilada é com"z", e milícia quem organiza é o Agronegócio Criminoso, da lavagem de dinheiro.

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo