Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 22 de abril de 2008


O jornalismo ideologizado e embrutecedor de ZH

Na cruzada ideológica a que se dedica, o jornal Zero Hora (membro-sênior do PIG) manda às favas as regras do bom jornalismo e entrega-se à vulgaridade completa e desavergonhada.

No jargão político de esquerda, os vocábulos esquerdismo/esquerdista designam procedimentos com desvio ultra ou acentuadamente radicalizado, próprio daqueles que ignoram as conjunturas e as correlações de forças sociais. Em suma, o esquerdista é o vulgar porra-louca, o que sofre desvios políticos que o conduzem à inconseqüencia pessoal e à irresponsabilidade social.

Chamar Fernando Lugo de esquerdista é ir muito além do equívoco, é uma falta de objetividade jornalística, uma impropriedade de tratamento e uma manifestação de má-criação de um editor embrutecido pela permanente necessidade de produzir um panfleto de resultados ideologizados – um pseudo-jornal.

11 comentários:

Anônimo disse...

onde estão os defensorezinhos do PIG? vão deixar a RBS nessa boca de matildes?


ivan

Marcelo disse...

Vulgaridade completa e desavergonhada é a perfeita definicao pro acompanhamento da ZH nas eleicoes do paraguai.
Ao anunciar a vitória de Lugo, o jornal dedicou metade do espaco pra comentar como um jovem de 15 anos partidário de Lugo ameacava partidários colorados com uma faca, e uma briga de soco envolvendo um político de um partido da alianca do eleito presidente. Uma total falta de consideracao por seus leitores que buscaram informacao séria. Por sorte, tiveram blogs que fizeram uma boa cobertura.

Guga Türck disse...

Emburrecedor, Feil, não embrutecedor...

Anônimo disse...

BÓÓÓÓÓÓÓO´DA

Guga Türck disse...

Viu?

Anônimo disse...

Na verdade, o maquivelismo e a manipulação do capeta ficam claros não só na manchete, mas também nas fotografias sobre futebol. Se vê que elas dão destaque aos patrocinadores capitalistas do mal estampados nas camisetas.

No caso da camisa do Inter, é claramente uma sugestão de privatização do Banrisul, atentando contra o banco público, gratuito e de qualidade. Sem falar que aparece apenas UMA camisa vermelha, e QUATRO verdes. Sem dúvida querem enfraquecer a força da cor que remete ao socialismo! Canalhas do PIG!

Anônimo disse...

Guga, embrutecedor e emburrecedor são sinônimos.

joca

Guga Türck disse...

Claro...
Mas há uma conotação mais de selvageria, de violência até.
Emburrecer seria mais ingênuo.
Pensando bem...
Do jeito que os ávidos e "babantes" defensores do PIG se manifestam, fico com o "embrutecedor" também!

Rodrigo Alvares disse...

É um absurdo. Na época do Britto foi a mesma coisa. Lembram da festa que foi quando a GM assinou patrocínio com a dupla Gre-nal, com direito a fotos e poses no salão nobre do Piratini? Uma vergonha. Sorte que agora temos o Diário Gauche para nos alertar dessas bandalheiras.

sisqueci disse...

Sorte mesmo.

Quem seria o autor da obra? A manchete não é responsabilidade da peonada, dos "fraudinhas" da redação, é coisa para chefe fazer. Desconfio que é de autoria daquele talento jornalístico gaúcho que foi mandado à merda pelo Olavão.

Anônimo disse...

E eles não se digem a direitista Yeda ou o direitista Fogaça, ou estou enganado...

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo