Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 25 de outubro de 2007


Racismo explícito e debochado no Programa do Jô

O gordo está mais abusado (e reacionário) do que nunca. Entra bonito na onda regressista que assola o mundo conhecido neste início de século 21. E quer segurar o estandarte do atraso e da mediocridade.

Dias atrás, ele levou no seu péssimo subprograma um gajo português algo velhusco que atende pelo nome de Ruy Moraes e Castro. Deve ser um tipo saudoso da ditadura de Salazar, pois discorreu de forma obtusa e preconceituosa contra a vida sexual das mulheres negras do Sul de Angola. Deveria, o talzinho, ser enquadrado, na forma da lei, por exercício ilegal da atividade de antropólogo. Um charlatão completo.

Sem nenhuma contextualização cultural, de maneira debochada, racista e desrespeitosa, ele procurou mostrar aspectos pontuais das práticas sexuais das mulheres negras. Jô Soares, fingindo arroubos de moralidade, representava com a máscara do espanto e da estranheza. A platéia – escolhida a dedo pelo critério da infâmia e da imbecilidade – ria à tripa forra, como se diz no jargão salazarista.

Um espetáculo circense dos mais rebaixados. Assista aqui.


2 comentários:

Tomás Rosa Bueno disse...

Ah, como eu queria encontrar qualquer um desses dois na rua!

armando disse...

A categoria canalha, precisa ser melhor entendida. Perdemos algum tempo precioso com a tal de "elite". Esse pegajoso das noites, é o tipo canalha assumido.

Não o assisto, nem recomendo ao pior inimigo.

Faz bem esse "blog" em denunciá-lo.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo