Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 25 de outubro de 2007


Democracia ocidental

Na França imigrante só entra depois de realizar exame de DNA. Nos Estados Unidos não há mais habeas-corpus, o que dá a qualquer policial o poder de prender o cidadão se não for com a sua cara. Na Inglaterra, suspeito é eliminado a bala. Na Suíça está proibida a construção de mesquitas.

E Fidel Castro e Hugo Chávez é que são ditadores.

Pescado integralmente daqui.


10 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

A França, EUA, Inglaterra podem ter seus deslizes democráticos, mas são países onde se respira liberdade, pode se dizer o que quiser e ninguém é preso, executado ou vitimado e vaiado pela patrulha ideológica. É complicado recortar uma notícia de jornal e generalizar e depois fazer comparações bizarras e simplistas, como fez o blogueiro de origem armênia. Hoje o Emir Sader elogiou a revolução cultural chinesa como um grande momento da história da humanidade. Tem gosto para tudo. Nenhum país, nenhum estado nacional, no mundo de hoje, se habilita ser depósito de imigrantes. Os países impõe limites à imigração. E esses limites são amplamente discutidos e apoiados pela maioria da população pelo voto universal. Por isso Sarkô foi eleito na França. Que Fidel é ditador é inegável e que Chávez está indo pelo mesmo caminho, também é inegável e as populações destes dois países continuam reféns da mesma pobreza de sempre. Infelizmente. Já, nos EUA e na Europa ocidental, a população já goza de uma muito melhor qualidade de vida e de liberdade que as populações periféricas querem também usufruir, mas não nos seus países, por diversos e injustos motivos e por isso a imigração que está sendo contida pelos países desenvolvidos. Este é ciclo que pode muito bem ser cortado por uma globalização mais justa, melhor e possível. Mas enquanto o troglodita estiver no poder a humanidade caminha em compasso de espera.

Jorge Vieira disse...

Estou lançando, mas copiando do blog do Nassif, e sem a licença do blogueiro a quem peço desculpas, a seguinte lei como se fosse do campo da física:

A LEI DE MAIA

Tudo o que acontece de errado, ilícito, cru, frio ou calor, faça sol ou faça chuva, da Mongólia até a Ilha de Páscoa, passando por latitudes ou longitudes, é culpa, que transitou em julgado, dos seguintes atores, isolados ou em conjunto: PT, MST, FIDEL, EVO MORALES, CHAVES e IDEOLOGIAS CADUCAS.

Aceito colaborações para melhorá-la, pois não sou físico.

Cristóvão Feil disse...

Perfeito , Jorge!

armando disse...

e do povo, claro, que insiste em votar em gente que acha que vai por ordem no galinheiro. O povo só é inteligente e civilizado, quando vota em canalhas (da grande família dos predadores bípedes), como Collor, FHC, ACM, Artur Virgílio, Demóstenes, etc, etc.

Carlos Eduardo da Maia disse...

O que eu questiono, pessoal, no pensamento da nossa gauche latino americana são as propostas para um mundo melhor e possível. E não é possível construir um mundo melhor sem a participação efetiva da esquerda. Como disse o Mino Carta, está na hora da nossa esquerda sepultar o ranço marxista leninista e pressionar, com muito mais inteligência, os donos do poder deste país. O governo do PT que está no planalto tem feito isso, sem ranços, sem ressentimento e com espírito de convergência e de democracia (que não é valor burguês). É mesquinharia, com todo o respeito, ficar criticando o homem branco de rolex. Deixa o homem branco usar seu rolex. O Brasil não vai melhorar a qualidade de vida deste povo limitando bens de consumo. Tem que abrir o fluxo para democratizar cada vez mais este país e deixar de lado o pensamento caduco que faz sim muito barulho para fazer valer uma demagogia barata. Querem exemplo disso, a reforma da previdência que deve e deveria ter sido feito há muiiiito tempo e que o PT era contra e quando governo foi a primeira coisa que fez. Outro exemplo de pensamento caduco é essa onda absurda contra os OSCIPs que não tem nada a ver com privatização. O que eu critico no pensamento de certa esquerda é que ela gosta de enganar, manipular e fazer demagogia para defender o corporativismo de alguns. Que bom que o PT mudou. E essa mudança não tem volta.

armando disse...

Maia, desonestidade não. O Emir se refere à Revolução Chinesa e, por erro, colocou Rev. Cult. Chin.

Pode voltar a olhar que tem uma errata. De qq. maneira pode ser olherudo e fascista, mas nem esses, negam a importância de Revoluções como a Russa, a Chinesa e a Cubana. Foi só isso que foi dito no artigo.

Ou v. acha que o importante foi a subida de Hitler em 33, ou o crime de Pinochet em 73, ou quem sabe o assalto ao poder das vacas fardadas de verde em 64 aqui na terrinha?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Ahahaha, Armando essa é boa. Quando entrei no blog dele não havia essa errata. Foi um ato falho do Emir. Na verdade, certos atores da esquerda gostam de uma repressão, de uma censura e de um livro vermelho. E Armando, sempre fui contra as ditaduras da direita. Lutei contra a ditadura no Brasil e vou lutar contra qualquer ditadura, seja ela de direita ou de esquerda. Existe espaço e muito espaço, Armando, além do maniqueísmo ideológico.

Anônimo disse...

Maia, tomou um angélica zapata? isso vai te deixar mais soltinho...vai, acalma, tá branca? bianca

Carlos Eduardo da Maia disse...

Estou sem grana para tomar um Angélica Zapata, faço parte da turma dos "sem rolex". Tem um Malbec por ai da Bodega Neto Senetiner que é bem interessante e o preço muito bom. Como diz meu amigo palmeirense (e o Valdívia tá fora do nacional) r-e-c-o-m-e-n-d-u.

França disse...

Não, Maia. É assim, que falam os paulistanos: eu ricoméééiiindo!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo