Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 5 de outubro de 2007


Milagres às vezes acontecem

A desabalada queda rumo ao apróbrio de ser um pacato e morno partido tradicional, a desmoralização pública provocada por alguns de seus dirigentes históricos, e o adeus às armas simbólicas que o consagraram está sofrendo um travamento conjuntural no PT. Vejam só.

Em sua primeira reunião desde o congresso realizado em setembro, o Diretório Nacional do PT retomará hoje a proposta de cobrar do governo federal uma revisão do modelo de concessões de rádio e televisão em vigor no País. Apesar de já estar em meio aos preparativos para eleger suas novas direções em dezembro, a legenda deve ratificar a decisão, tomada no fim do mês passado pela Executiva Nacional, de encaminhar um pedido de audiência com os ministros Luiz Dulci (Secretaria-Geral da Presidência), Hélio Costa (Comunicações) e Franklin Martins (Comunicação Social) para tratar do assunto. A informação é do Estadão de hoje.

“Os meios de comunicação eletrônica são objeto de concessão. Portanto, cabe à democracia analisar se o atual sistema de concessões é bom ou não para o bom funcionamento da comunicação social do País”, afirmou o presidente do PT, Ricardo Berzoini. “O PT avalia que é preciso ter mais transparência, mais democracia e um caráter de maior controle social para que haja de fato a função social dos meios de comunicação.” De acordo com ele, o partido está elaborando uma pauta completa que será apresentada aos ministros.

O encontro do diretório ocorre no mesmo dia em que vencem as permissões de operação de algumas afiliadas de grandes emissoras que hoje atuam no Brasil. Aproveitando a ocasião, o PT decidiu apoiar formalmente manifestações em 14 capitais em favor da mudança nos critérios de concessão.

A proposta de alterar o modelo de permissões acompanha a defesa que o PT faz da criação de uma TV pública no País e da realização de uma conferência nacional sobre o tema. “São posições antigas do nosso partido. Vamos levar isso adiante”, afirmou o secretário de Finanças do PT, Paulo Ferreira. “Estamos convencidos, por tudo o que já aconteceu na história do Brasil, de que precisamos de uma democratização maior dos meios de comunicação”, completou o secretário de Relações Internacionais, Valter Pomar.

....

Tomara que não seja somente a reprodução simbólica do famoso manotaço do afogado! De minha parte, moro num lugar chamado ceticismo. E me visto dos trajes paisanos de um ateu convicto, para quem os "milagres" são as manifestações histéricas sublimadas dos reprimidos.



6 comentários:

flics disse...

Claro, agora que o prazo terminou e as concessões serão revalidadas e como temos eleições próximas, eles vem com essa retórica prá boi dormir.
Barão de Itararé:"De onde menos se espera, dai é que não vem nada."

Guilherme Mallet disse...

"O governo é como um violino. Pega-se com a esquerda e toca-se com a direita". (José Sarney)

Anônimo disse...

Gostaria de saber quantos petistas participaram do protesto hoje na frente da RBS.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hoje as 18 horas passei na Ipiranga com a Erico Ver�ssimo. Se tinham 50 pessoas era muito. Compareceram a meia d�zia de sempre. Parecia um reveillon de 1966. O fluxo estava engarrafado, mas n�o por causa da manifesta�o que n�o tinha gente suficiente para bloquear as avenidas.

Joca disse...

Maia é da P2 da Brigada. Sabe e comparece a tudo. Mas vai levar carraspana dos seus superiores por erra (ideológico) de avaliação. Tinham 200 pessoas na frente da RBS. Nenhuma bandeira petista. Nenhum parlamentar petista, aliás nenhum parlamentar, off course.

sueli halfen ( POA) disse...

ai...o Maia é divertido !!!
triste a figura do palhaço!
Ride ...

abraço Sueli

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo