Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 11 de outubro de 2007


Condoleezza inclui Lula em lista de líderes responsáveis

A secretária de Estado dos Estados Unidos, Condoleezza Rice, afirmou que o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, é um dos líderes democráticos responsáveis que comandam "a verdadeira revolução nas Américas". A informação é da BBC Brasil.

Além de Lula, Rice incluiu ainda na lista os presidentes do Chile, Michelle Bachelet, do Peru, Alan García, da Colômbia, Álvaro Uribe, do México, Felipe Calderón, da Costa Rica, Óscar Arias, e de El Salvador, Antonio Saca.

"Os governos democráticos destes e de muitos outros países aprofundam o consenso pan-americano em criar democracias", afirmou Rice.

"Essa é a verdadeira história dos últimos anos, e não a guinada para a esquerda, da qual tanto ouvimos falar", disse a secretária de Estado.

Condoleezza Rice fez o comentário durante discurso na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA), em um evento promovido pelo centro de pesquisas Council on Foreign Relations, de Washington.

....

A secretária Condoleezza é um dos “falcões neocon” do presidente Bush Jr., sua fala deve ser interpretada menos como um elogio a Lula e mais para alfinetar o presidente venezuelano Hugo Chávez. De qualquer forma, receber louvores da ultra-conservadora e belicista Condoleezza Rice, cujas mãos estão sujas de sangue coagulado, não é nada lisonjeiro.


5 comentários:

Anônimo disse...

Está aí uma mulher lúcida, capaz de enxergar a verdadeira natureza do atual governo do Brasil. É por isso que ela é a Condoleezza Rice. Já as velhinhas de taubaté do site ensistem em atribuir ao Lula um papel que ele abandonou no primeiro dia do primeiro governo.Mas crente vive da crença, portanto...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Maior burrice do mundo é comprar briga com os Estados Unidos. A relação não precisa beirar o puxa saquismo, pode e deve ter momentos críticos, como a crítica a absurda invasão ao Iraque. O governo Chávez é passageiro, amanhã ou depois um governo mais centrado vai sentar no poder em Caracas. Os Eua vão continuar sendo, por longos anos ainda, os EUA. Nesse sentido, Lula está acertando, porque não compra briga com os EUA e também mantém uma política amistosa com Chávez. O elogio de Rice é procedente.

armando disse...

Esse elogio tem mesmo que ser entendido como cafajestada, visando criar a discórdia, a divisão.

Mas, essa mulher(?) parece o capeta chupando manga...

Anônimo disse...

a política de um nao pode ser analisada pelo que diz a outra. o inimigo de meu inimigo pode nao ser meu amigo, simples assim.

eugênio disse...

O que é a Rice é mesmo além de uma criminosa de guerra? Ela é a expressão acabada do fascismo norte-americano, que, a essas alturas, já deve ter provocado mais de 1 milhão de mortos civis no Iraque, se considerarmos a evolução das cifras apresentadas, no ano passado, por essa época, que já apontavam mais de 600 mil mortos. Por muito menos, Milosevic foi condenado na pantomima de Haia.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo