Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 11 de dezembro de 2007


MST: "Entre Lula e o bispo, ficamos com o bispo"

Dom Luís Cappio recebeu ontem a visita do dirigente nacional do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) João Paulo Rodrigues. O líder dos sem-terra anunciou a adesão do movimento à campanha contra a transposição. "O MST entra agora com toda a sua força política nessa luta", afirmou. "Entre Lula e o bispo, ficamos com o bispo. Não queira Lula fazer o teste. A partir de agora vamos iniciar a luta contra as empresas transnacionais e em defesa do rio São Francisco. A briga vai ser boa." A informação está na Folha de hoje.

A estratégia do MST é nacionalizar o tema e desenvolver atividades, sobretudo no Rio. Ontem mesmo, nove pessoas iniciaram às 9h, em Campos (RJ), uma greve de fome de 24 horas em solidariedade ao bispo. Três deles são do MST e três da Comissão Pastoral da Terra. Um dos manifestantes é o padre T. G. Fonseca, de 83 anos. Os nove em jejum se reuniram desde cedo na praça São Salvador, a principal de Campos. Ao longo do dia, outros 50 manifestantes permaneceram no local em solidariedade ao bispo e aos manifestantes.

14 comentários:

Juca Bala disse...

Eu fico com o Lula que foi escolhido democraticamente por todo o povo e contra o fanático intolerante que não aceita outra opinião além da própria.

Democracia SIM.
Suicidiocracia NÃO.

Krieger disse...

Este é mesmo um tema nacional, não é só problema dos nordestinos. Lula está sendo autoritário, neste caso. Eu não sou religioso, mas o bispo está sendo um cidadão que protesta e exige que se abra a caixa preta da integração hídrica desse projeto que só vai beneficiar, como está, os agroexportadores e os grandes empreiteiros. O cara da Gautama está soltando foguete e irá festejar a morte do bispo.

Anônimo disse...

Ainda não entendi o que o nordeste perde com a transposição do rio.

Só consigo ver mesquinharia, egoismo e falta de compaixão com os irmãos do norte.

tribunagaucha.blogspot.com disse...

Eu também fico com Lula.

Krieger disse...

Soldado, não entendeu por que não quis. Leia o artigo de Boff. Mas preste atenção. Não é difícil.

Gesualdo Alves disse...

Leia isto, Soldado:


"O próprio Comitê de Gestão da Bacia que conhece bem as questões do rio, foi por 44 votos a 2 contra a transposição; diz ainda que esta atende a menos de 20% do Semi-Árido e que 44% da população do meio rural continuaria sem água. São razões de grande peso."

Sacou?

Juca Bala disse...

A questão, para mim, não é se a transposição deve ser feita ou não. A questão é o bispo querer impor sua opinião através da chantagem.

E se cancelarem a transposição e outro intolerante entrar em greve de fome até a morte?

Como decidir na base da ameaça de morte? Quem morrer primeiro ganha?

sueli halfen ( POA) disse...

OLHA...POR ENQUANTO TO COM O jUCA BALA...

A igreja tem que parar de se meter nisso , eles não vão respeitar nem se o bispo morrer !
tem que ser um monte de pessoas daquela região que não serão ajudadas e as outras que serão tb prejudicadas que tem que tomar uma atitude,"acho" ( posso mudar de idéia) que só assim
o governo federal dará explicações sérias !
Posso até estar dizendo bobagem...alguém me explica se puder !

sueli halfen ( POA) disse...

Tão usando o bispo, e o bispo,como todo bom bispo é controlador e está sendo onipotente !

Se morrer vai virar SANTO !!!!

já vai tarde...

Verinha disse...

Como todo bom apóstolo que sempre intercede pelas "minorias", o bispo deveria interceder para que a igreja criasse um projeto em que ela, a igreja, abrisse mão de suas terras e utilizasse todo corpo do clero, que fica anos estudando por nada, além de criar pedófilos e pregodores de moral de cuecas, para que desenvolvessem um projeto alternativo ao que eles estão criticando, ou seja, quem sabe, colocar TODOS os ribeirinhos que seriam beneficiados pela transposição do Rio São Chico, nas terras da igreja, com água e de onde ter seu sustento. Afinal criticar sem apresentar alternativa é demagogia. Como algumas pessoas tão bem colocaram, pra se discutir esse assunto tem que se ter uma visão ampla e de todos os aspectos e pessoas envolvidas. Quem tá a serviço de quê e de quem, cara pálida? Melhor mesmo é deixar o Rio como está, né não?, e que as pessoas continuem morrendo de fome e sede... Pra nós aqui tanto faz, afinal estamos a 3.000 km de distãncia de lá. E VIVA AS JACUZZIS E AS PERRIES!

sueli halfen ( POA) disse...

isso isso isso Verinha !

qui saco ! tem que fazer reforma agrária e depois dar água prá todo mundo que vai plantar !

esse negócio de negar uma caneca de água prá 12 milhões de pessoas tá me cheirando mal,igual o bispo !
Nomes e terras desses 12 milhões...
Se o governo federal não der direito essa informação, que não vi em nenhum lugar,vou pedir pro Lula fazer greve de fome !

Gosto de muitas coisas do governo Lula, mas essa tá mal explicada !

Viva o ESPUMANTE !!!!

Krieger disse...

Verinha, o Sperotto da Farsul já usou esse argumento de que a Igreja tem que primeiro dividir suas terras para depois seus padres e bispos poderem se meter na discussão sobre política etc. Vc. compartilha o que mais com o gordo Sperotto?
A Sueli tem razão, primeiro é preciso fazer reforma agrária lá na região do Chico, depois sim o Estado deve fazer a integração do rio aos necessitados, e não aos agroexportadores, que aqui no sul estão liderados pelo seboso Speroto.

Verinha disse...

É tão fácil discutir sobre o calor, de dentro de um carro com ar condicionado, né não ??????
É fácil discutir sobre terras e problemas de outros que não nos afetam, a não ser em nossa dialética , quase sempre hipócrita de dizer:
"eu sei o que tu estás sentindo, mas sempre sob o ponto de vista de quem observa e não de quem sofre"....
Os da extrema direita e a extrema esquerda não querem entender que essa não é uma discussão ideológica e sim humanitária. Quem sabe se saírem da barra da batina do tal bispo não consigam discutir com racionalidade, com democracia e menos politicagem, já que estarão tendo( ou acham que têm) o apoio da santa igreja?
E já que a chantagem tá valendo, a partir de hoje estou em greve de fome a favor da transposição, da transpiração e da confusão (rindo)... Por favor, alguém aí, comunique ao bispo, ao padre, ao Papa, ao LULA e a RBS , a Globo enfim, quero fazer barulho, quero holofote e solidariedade...Ou não é isto que o Bispo faz......??????
Chega desta discussão sobre a galinha ou o ovo, o que importa é que há um povo com necessidades prementes, há mais de 50 anos e nenhum governo não fez nada a não ser aparecer por lá em épocas eleitorais com fins eleitoreiros e agora que um passo foi dado querem fazer terra arrasada? Ora ‘amiguinhos’, tenhamos um pouco de discernimento para saber que o que "é bom a gente aproveita o que não é, a gente esconde", assim já dizia o Ricupero, não é mesmo????
Então, por que a mídia do jabaculê não escuta quem está a favor? Só se vê na mídia a voz dos contras e dos grevistas de fome engambeladores. E os da sede e fome impostas serão ouvidos quando?? Comé ki fica esse negócio, doutores?

PS. Seu Krieger, tenha dó! Protesto! Eu tenho a minha própria maneira de pensar e de ver as coisas. Mas se o senhor acha que isso é 'compartilhar' com o tal "gordo" Sperotto, que se há de fazer? Se resolva aí, seu Krieger, que por enquanto, sua opinião passará e eu passarinho... sacou?

Verinha disse...

Ah, seu Krieger, esqueci de dizer, que se o senhor preferir, eu posso desenhar pro senhor... ;o)))

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo