Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007


Getúlio Quem?

O governador tucano de Minas Gerais, Aécio Neves, o Aecinho, esteve em Porto Alegre, ontem. Ninguém sabe ao certo o que ele veio fazer aqui.

José Agá, o principal jornal da RBS, informa que Aecinho "deixou nos seus interlocutores a convicção de que está em campanha para ser o sucessor de Lula". Grande novidade!

Mas permanece a questão: veio fazer o quê? Posar ao lado de dona Yedinha, a lilliputiana? Cuidado! Pode se queimar, com a "popularidade" de seu governo, o volume e a densidade de suas "realizações", Aecinho corre risco de dano grave à saúde político-eleitoral.

Rosane de Oliveira informa que o governador mineiro "se desdobrou em el0gios a Getúlio Vargas", em visita a empresários na Federasul. Nada mais inútil. Como se os empresários, por serem guascas do Rio Grande, tivessem algum apreço por Vargas ou conhecessem minimamente o homem que realizou a revolução burguesa no Brasil. Não conhecem, e se conhecessem repudiariam Vargas. Essa gente é semi-alfabetizada, ou francamente analfabetos funcionais, tocam as coisas de orelhada, mal sabem se vestir decentemente, e à mesa, brigam com talheres e copos, falam de boca cheia e mal. Acham que unha polida e esmaltada é sinal de requinte e distinção. Um coisa horrorosa.

5 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Aécio deu um choque de gestão e conseguiu limitar o teto em cerca de 10 mil e poucos reais. Enquanto isso, o teto no RS é de 22 mil. E o RS continua a pagar 72% de sua receita para os servidores ativos e inativos e a oposição acha que a culpa é da Yeda que está no cargo há 11 meses e 13 dias.

Suzana disse...

A culpa é de quem então seu espertinho?

Dos postes da rua Duque que iluminam pouco a cachola da Yeda, tanto que ela se mudou para o CAFF?

Ah não, já sei, a culpa é do sapo barbudo que não tapa o Estado de dinheiro, né? Agora, a Yeda perde até o retorninho da CPMF... vai ver que é uma conspiração petista para cortar mais recursos do RS.

Anônimo disse...

O Estado, em qualquer lugar mundo até na Mongólia, é intensivo em mão-de-obra, se gasta 72% em pessoal sobram 28%, que é uma bela fatia. E a receita cara-pálida é inelástica?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Esses 72% não vão para a mão de obra, até porque não existe hoje nenhum servidor publico que seja operário, peão de obra, como acontecia na primeira metade do século passado. Existe uma bela Lei que se chama de Responsabilidade Fiscal que limita esses gastos a 60% (Lei Complementar nº101/2000, art.19, II.) O RS está bem acima do limite. O PR gasta 48%. A questão é que não sobra dinheiro para investimentos que o Estado necessita para gerar empregos e aumentar a receita. E este é o nosso graaaaande problema.

Armando disse...

E mais um detalhe: enquanto comem, bebem errado, falam aos celulares sujos e cospem salivas nos interlocutores. Como vão saber algo sobre Vargas ou algo que o valha?

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo