Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007


Elite branca e ladra

A obra "O Retrato de Suzanne Bloch" (foto), de Pablo Picasso, foi roubada do Masp, em São Paulo, na madrugada desta quinta-feira; câmeras do museu flagraram a ação e gravações ajudarão nas investigações.

Vou dar uma pista para vocês adivinharem o perfil do beneficiário do roubo, o ladrão mesmo. Branco, bem nascido, herdeiro de alguma família cuja acumulação primitiva se deu nos ciclos econômicos do Brasíl-Colônia, movido a mão-de-obra escrava, vagabundo e portador de pálidas noções de arte contemporânea. Pronto, o resto é com vocês, ou com a PF.

Será emocionante o desfecho dessa história criminosa. Mal posso esperar.

10 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

A esquerda espartaquista -que gosta de generalizar e manipular para alimentar a fogueira do antagonismo social e da luta de classes - sempre acha que a elite é a mesma, ela vai ser sempre branca e ladra, como se a fortuna concentrasse sempre na mesma casta, nas mesmas mãos, nas mesmas famílias. Como se o mundo de hoje fosse o mundo de XIX (que acabou faz 107 anos). É melhor olhar para os lados e notar que muitos dos herdeiros da acumulação primitiva ingressaram na saga do vô rico, filho nobre e neto pobre. Como se a lógica econômica fosse apenas uma e a sociedade diversificada, plural, complexa pudesse ser sempre perfeitamente dividida no maniqueísmo medíocre dos explorados e exploradores. E abro a janela da cidade e os edifícios e as casinhas com cerquinhas estão sendo construídos em todos os lugares, em todos os bairros, em todas as classes populares ou não. Quem, afinal, habita esses lugares? São os explorados ou os exploradores? E o dono da Gol, o picareta do Constantino, era miserável, bem pobrinho e não era de origem elitista e nem branca, tinha dificuldade para comprar um pão quando menino e um belo dia conseguiu comprar um velho caminhão, fez transporte de boias frias, e depois comprou outro e outro caminhão para fazer frete de mercadorias. Construiu uma frota de elite que leva as pessoas a voarem para todos os cantos do Brasillll.

Juarez Prieb disse...

E tem um latifúndio na Bahia onde foi constatado trabalho escravo, segundo os fiscais do MTb.

Esse é o dono da GOL.

Anônimo disse...

Sem esquecer que levaram um Portinari também. Tens razão, deve ter sido encomenda da elite da elite, aquela que pendura o quadro sem entender exatamente o que fez, salvo que vale um belo trocado que, talvez, dê para comprar um ap. na cultural e histórica Miami...
armando

Anônimo disse...

E a privatização das praias da Bahia que essa sórdida elite branca e separatista fez? Nem servidão existe para passagem...
armando

S - Porto Alegre disse...

É NATAL... e o Maia acredita em Papai Noel...

S - Porto Alegre disse...

Eu é que não iria querer um quadro desse do Picasso, nem de graça... acho bonito e simbólico só Gernica.
Os valores são estranhos...ou dirigidos nesse ramo !

Eugênio disse...

Cristóvão,

seu bloqueiro espartaquista ( eu tinha q achar uma maneira d usar essa palavra da moda )

Vc está sendo preconceituoso com a nossa elite branca e ladra, até por q ela é bem tosca para entender o valor desse quadro. Ele pode ter sido roubado para atender a elite branca e ladra do primeiro mundo.

Anônimo disse...

Elite branca e ladra? mas o que é isso, vc é um porco racista! vc me parece ser aqueles tipos acéfalos vermelhos (leia-se CÚmunistas, esquerdistas, e lixos afins ... vou lhe dar uma sugestão: compra uma passagem só de ida pra cuba e Adeus ... esse blog é de uma inutilidade tremenda!

Anônimo disse...

Se é uma "inutilidade tremenda" por que deixar os impropérios?

romério rômulo disse...

cristóvão:
nada como ver alguém nervoso com as esquerdas a apontar os novos
ricos do capitalismo."estou mostrando as oportunidades",diz.
que o responsável pelo roubo é rico e branco não tenho dúvidas.se ele é ou não ligado em arte ou só
em cifrões,vamos ver(se é que vamos ver algo).
agora,que aquela história do constantino da gol ficar rico a partir da compra de um caminhão velho é engraçada,é!
compre,rápido,um caminhão velho:
fórmula mágica!
romério

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo