Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008


O que está por trás do caso Suzane Von Richthofen

Há algo de podre no ninho dos tucanos

Inicia-se um ano eleitoral, e já foi dada a largada para a baixaria. Como vem acontecendo nos últimos seis anos, a grande mídia (e a internet) enche-se de matérias sobre o caso Celso Daniel, reivindicando para si a condição de paladino de uma cruzada republicana e moralizadora.

Desta vez, o mote é o exílio em Paris do irmão (Bruno Daniel) e da cunhada (Marilena Nakano) do prefeito petista de Santo André (SP), Celso Daniel, seqüestrado, torturado e assassinado em janeiro de 2002.

Obviamente, nosso jornal [Brasil de Fato], como na questão dos assassinados e desaparecidos durante a ditadura, ou dos sucessivos assassinatos no campo, defende intransigentemente a investigação até o fim de tais atos criminosos, e punição, nos termos da lei, dos seus autores e mandantes. Defende também o direito das famílias e amigos das vítimas de denunciarem e pressionarem os governos e o Estado, no sentido do esclarecimento.

No entanto, já vêm se tornando cansativas as manobras dos tucanos e seus porta-vozes de apenas se ocupar do caso Celso Daniel em anos eleitorais, deixando o assunto morrer sem solução nos anos ímpares (não eleitorais). Sem dúvida, a responsabilidade desse arrastar-se sem fim do assunto deve-se também ao Partido dos Trabalhadores, que jamais se propôs de fato a desvendar o “mistério”, ainda que esteja claro, para todos, que não partiu de qualquer instância ou organismo daquele partido a ordem para a eliminação do seu prefeito.

Ora, se os tucanos não se sentem em condições de esclarecer o caso Celso Daniel (o que, se acontecesse, seria um modo adequado de fortalecer nossa República e nossa democracia), pelo menos deveriam tentar explicar aos cidadãos e cidadãs do nosso país, o caso Suzane Von Richthofen, aquela jovem que, em 30 de outubro de 2002, assassinou seus pais, Marísia e Manfred Von Richthofen, em São Paulo (SP), com a colaboração do seu namorado e o irmão deste, respectivamente Daniel e Cristian Cravinhos.

De acordo com o que a grande mídia se cala e o tucanato esconde – mas que acaba sempre vazando – o que se comenta por toda parte, e com claros e fortes indícios de ser verdade, é que o cerco e a proteção que envolvem a senhorita Suzane desde o primeiro momento resultam de uma forte ação de personagens ligados ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Na verdade, essa proteção à senhorita Suzane, visaria esconder o real móvel do crime, que se entrelaça com o modo tucano de fazer política, com a probidade tucana.

De acordo com diversos comentaristas e fontes, o engenheiro Manfred Von Richthofen, pai da senhorita Suzane, na época do crime, diretor da empresa pública estadual (SP) DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S.A., era um dos reponsáveis pelo caixa 2 das campanhas pela reeleição do então governador de São Paulo, o tucano Geraldo Alckmin, e pela eleição do senhor José Serra – também tucano – que disputava com o petista Luiz Inácio Lula da Silva a Presidência da República naquele ano (2002).

Parte do dinheiro que engrossava o milionário caixa 2 tucano teria origem em falcatruas e desvios de verbas destinadas à construção do Rodoanel Mário Covas. Segundo apurou o Ministério Público, o senhor Manfred tinha um patrimônio de R$ 2 milhões, muito superior ao que poderia ter acumulado, considerando que seu salário no DERSA era de R$ 11 mil. Além disso, o senhor Von Richthofen enviava dinheiro para uma conta na Suíça que o Ministério Público “desconfia” estar em nome do senhor Von Richthofen e de sua filha, senhorita Suzane. Ou seja, o móvel do crime perpetrado pela filha contra os pais seria exatamente o dinheiro do caixa 2 tucano que estaria depositado nessa conta.

Assim, mais do que a pressão que faz contra os petistas para que esclareçam o caso Celso Daniel – o que, feito com o objetivo de fortalecer nossa democracia e nossa República e não visando apenas medíocres disputas eleitorais, seria muito bem-vindo – os tucanos deveriam se preocupar de imediato (pois nesse caso têm todas as informações e canais necessários) em esclarecer o caso Von Richthofen.

Sem dúvida alguma, um crime não legitima outro crime. No entanto, criminosos e acobertadores de crimes não têm qualquer legitimidade para se travestir de vestais.

Editorial do jornal Brasil de Fato (Ed. 256).

10 comentários:

Anônimo disse...

Toda vez que os petralhas se absolvem acusando outros, me lembro do personagem Tavares do programa Chico An�sio Show. Tavares casou-se com uma mulher n�o bonita, mas rica. Na verdade deu o golpe do ba�. No final do quadro, chacoalhava um copo de u�sque com gelo, que segura em sua m�o, e dizia: Sou, mas quem n�o �
Os petralhas est�o no poder apenas para pegar grana. Eles n�o se preocupam com o Brasil e com o famigerado povo. A todo o momento s�o o personagem Tavares.

Vigilante disse...

O problema NÃO É SÓ o PT!Não!T-O-D-A a esquerda deve ser muita bem vigiada,observada e analisada pelos seus opositores,os conservadores.Do contrário,a democracia corre um sério risco,pois cabe a esquerda,como integrante do movimento revolucionário-a D_E_S_T_R_U_I_Ç_Ã_O ,as ações mais deletérias contra a PRÓPRIA DEMOCRACIA.DEMOCRACIA,ESTA,QUE PERMITE,INCLUSIVE,a existência de seu PIOR inimigo:a ESQUERDA-com seus partidos e sua visão de mundo essencialmente antidemocráticos,pois sua origem pertence ao movimento revolucionário!!!Os representantes da Direita têm o dever de se proteger,bem como toda o mundo livre,destes demenciados cujo Inferno está REPLETO destes esquizofrênicos "salvadores" dos menos aquinhoados-são,na verdade,uns farsantes,quando não demenciados pela sua loucura totalitária marxista/socialista/comunista/nazista/fascista/ateísta...

Quando a discussão fica SÓ nesse embate de PT x PSDB-coisa de estúpidos!!!-,ponto para a esquerda!

ju disse...

Feil, providencia uma camisa-de-força, rápido.
Tem um fascista se estrebuchando aqui, ele baba muito, uma baba bovina, verde.

Sei não, chama logo um veterinário.

callado disse...

Ô Vigilante rodoviário me diz uma coisa, quem deu o golpe de 64? E ficou mais de 20 anos no poder?

Foi a esquerda?

Que país do mundo invade os outros, mata, rouba, estupra, compra, vende, destrói sítios históricos como na Mesopotâmia (berço da civilização ocidental)? Esse país tem um governo de esquerda?

jorge rocha disse...

Até deu saudades do Maia !!!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Suzane e os irmãos Cravinhos confessaram o crime e isso parece irrelevante para o "Brasil de Fato". A editoria - movida a gasolina da bizarrice ideológica - quer transformar fato inconteste em fato duvidoso. É impressionante a quantidade de aloprados que existem por ai e eu quero o meu cartão corporativo. E já!

souza disse...

Maia, o jornal Brasil de Fato não contesta o crime em si. Vc. precisa fazer aulas extras de leitura e interpretação texto. O que o jornal contesta é a falta de exame por parte dos tucanos & mídia amiga & militante sobre os verdadeiros móveis do crime, a saber, a vendetta de Suzane contra o pai por este ter-lhe excluída da conta na Suiça. A Veja fez pelo menos duas capas com o assunto e jamais tocou no nervo da questão. O sr. pode dizer os motivos da Veja?

Anônimo disse...

Veja não tem motivos, tem interesses. E um desses interesses, é a sua dívida "impagável". O governo, em vez de ficar pondo panos quentes, deveria executar a dívida (s), jogando o lixo (Veja) no lixo do rio Tietê.

armando

Carlos Eduardo da Maia disse...

O editorial do Brasil de FAto é no condicional: se, se, se, se, se e se. Prefiro acreditar na história dos dólares de Cuba, ela é mais plausível, sobretudo depois dos dólares enviados por Chávez para Cristina Kirschner e que foram apreendidos em Ezeiza. Por que o Brasil de FAto não entra na campanha mundial contra as FARC-EP?

eugênio disse...

Impressionante, a direita entrou furibunda nessa postagem. E, como sempre, anônima e tentando desviar o foco com o velho papo dos comunistas que comem criancinhas. Parece que o Brasil de Fato tocou no nervo simpático.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo