Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008


Nos EUA segue a rotina dos psicopatas atiradores

Um jovem armado com uma escopeta e dois revólveres entrou atirando ontem num auditório da Universidade do Norte de Illinois, em DeKalb (100 km ao norte de Chicago), nos EUA, matando pelo menos cinco pessoas - quatro das vítimas são mulheres - e ferindo 17, antes de se suicidar. O estado de seis dos feridos é grave, segundo diversas agências internacionais de notícias.

Nos últimos sete dias, nos Estados Unidos, aconteceram cinco eventos desta mesma natureza (sem falar que isso quase já virou rotina histórica): indivíduos transtornados de posse de armas de fogo disparam em inocentes, aparentemente sem nenhum motivo, a não ser um acentuado grau de perturbação psicológica.

Imagine se esse fenômeno acontecesse com assiduidade na Venezuela ou em Cuba, o que diria o PIG?

7 comentários:

sisqueci disse...

O PIG eu não sei, mas o Maia vai dizer que na "América" pelo menos é uma democraciablalablalblá e que em cubablablablá tudo culpa do PT e do Chomski.

Omar disse...

Mais de 80 adolescentes morreram nos EUA desde 1995 por jogo de asfixia

Washington, 14 fev (EFE).- Pelo menos 82 adolescentes morreram nos Estados Unidos desde 1995 devido a um jogo conhecido como "choking game", que consiste em impedir que o oxigênio chegue ao cérebro mediante a estrangulação, para alcançar um estado de euforia, informou hoje o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).
Em seu relatório, o CDC assegurou que 80% destes falecimentos ocorreram nos últimos três anos, e que em 87% dos casos as vítimas tinham entre 11 e 16 anos.
Os técnicos encarregados do estudo assinalaram que a maior parte das mortes aconteceu quando os jovens tentaram estrangular a si mesmos, sem a ajuda de amigos.
"A maioria dos pais que participou deste relatório nunca tinha ouvido falar do 'choking game' e esperamos que isto ajude a aumentar a consciência entre familiares, educadores e assistentes sociais para detectar esta atividade", explicou o diretor do estudo, Robin L. Toblin.
O número de falecidos pode ser ainda maior, segundo o CDC, já que o trabalho se baseou nas notícias publicadas em meios de comunicação onde se apresentavam evidências da prática desta atividade.
"Este relatório é um importante primeiro passo para identificar o 'choking game' como um problema de saúde pública", indicou Ileana Arias, diretora do Centro de Lesões do CDC.
O organismo assinalou como possíveis sinais da prática do "choking game" marcas no pescoço, fortes dores de cabeça e desorientação, assim como cordas ou cintos atados aos móveis do quarto ou a presença injustificada de coleiras de cachorros em seus armários. EFE

Anônimo disse...

Sociedade doente, fundamentalista, alienada e culturalmente conhecedora apenas do próprio umbigo.

armando

Anônimo disse...

Sociedade doente e' pouco! Esperem so' os tais "contratados" das empresas de "seguranca" voltarem do Iraque! Agora, eles passeiam de carros pelas ruas de Bagda' alvejando transeuntes e outros motoristas. E qdo isso nao for possivel no Iraque? Vamos postar no Dialogico um video sobre isso.
Eugenio.

Anônimo disse...

Estão de frente para o próprio umbigo e de costas para o mundo.

armando

Tomás Rosa Bueno disse...

Quem disse que só os muçulmanos radicais produzem terroristas suicidas?

Carlos Eduardo da Maia disse...

Esse é um crime com característica bem americana. Um absurdo o livre comércio de armas como ocorre nos EUA. Esse é um dos lados medievais da sociedade americana.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo