Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008


O espírito de porco e os cartões corporativos

Tenho recebido inúmeros e-mails pedindo-me que comente sobre os cartões corporativos do governo federal. Naturalmente tirando algum ou outro ingênuo, essas mensagens provocativas partem de indivíduos com espírito de porco, ou espírito de PIG (na feliz sacada de Paulo Henrique Amorim para classificar numa sigla o Partido da Imprensa Golpista).

Este blog – saibam – não é pautado pelo PIG. Este blog não é agendado pelo PIG. Ao PIG sim interessa que recursos da ordem de 0,0002 do Orçamento da União – que é a fatia que corresponde aos gastos públicos anuais com os famigerados cartões – adquiram dimensões infladas e artificiais de gastos faraônicos. E o irônico é que o PIG se municia em fonte transparente que escorre líquida e cristalina do portal da CGU (aqui), órgão de controladoria vinculado diretamente à Presidência da República.

Mas então não há problema algum com os chamados Cartões de Pagamento do Governo Federal? Claro, que há problemas, mas não no tamanho e na forma que o PIG alardeia, irresponsavelmente. Por exemplo, há problemas de natureza ética na qualidade do gasto do cartão do presidente do Incra. Está lá no Portal da Transparência da CGU, o senhor Rolf Hackbart foi inúmeras vezes ao restaurante Dom Francisco, na Academia de Tênis de Brasília – um local sabidamente caro e metido a besta – e alimentou-se à custa do Tesouro público. Não é crime, mas é irregular e antiético. Politicamente reprovável. Enquanto isso a sua autarquia – o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – frustra a cada ano a causa da reforma agrária no Brasil. Como bem lembra Stedile, outrora o Incra já atingiu marcas de desapropriação de terras na ordem de um milhão de hectares/ano. Em 2007, chegou a modestos 207 mil hectares. Uma migalha comparado com a fazenda de meio milhão de hectares comprada recentemente pelo banqueiro Daniel Dantas (Opportunity), no Estado do Pará.

Portanto, algo vai mal numa autarquia dessas. Se o PIG não fosse o PIG, se fosse uma imprensa séria, democrática, solidária, informativa e participativa (mesmo sendo uma imprensa burguesa), estaria fazendo essas conexões de dados e informações, tratando de verificar as incongruências entre o gasto público e o descumprimento das funções republicanas de autarquias, órgãos e ministérios.

Mas não, o PIG é o PIG, e estará sempre procurando chifre em cabeça de cavalo, ou de porco.

19 comentários:

zé disse...

O velho da foto deve ser o Civita da Veja, zelando pelo seu querido porco.

Anônimo disse...

Então tá, seu gauche! Vamos voltar ao impolgante assunto:conserto ou concerto? E eu acho que dona Yeda é burra e feia e velha e tem um tatu no nariz. E aonde vamos colocar o espírito do porco?

Zezé disse...

vai estudar seu "impolgado"...

orson disse...

Hehehehe. O impolgadinho(a) anônimo(a) ficou deveras empolgado. O espírito de porco impolgado (sic), está pegando pro lado do Sr. Zé Serra. Mais precisamente quanto aos usuários do Serra Card. R$ 108.000.000,00.

Blogoleone disse...

O Partido da Imprensa Golpista (PIG) diz a você que o maior problema do país é a febre amarela e exorta a todos a vacinarem-se. Quando pessoas começam a morrer em função disso, passa a dizer que o maior problema do país são os cartões corporativos do Governo. Mas é só até amanhã. Segunda já será outro maior problema do país.

Carmem Munari disse...

Os gastos com cartões de débito do governo do Estado de São Paulo, no ano passado, somaram mais da metade das despesas totais com cartões corporativos e cheques efetuadas pelo governo federal. Totalizaram R$ 108,3 milhões em São Paulo frente a R$ 177,5 milhões na União.

Do volume de desembolsos do governo paulista, os saques em dinheiro ¿os de mais difícil fiscalização ¿ atingiram R$ 48,3 milhões, o que significa 44% das despesas com cartão no Estado. O levantamento sobre as despesas com cartão no primeiro ano do governo José Serra (PSDB) foi realizado pela liderança do PT na Assembléia Legislativa por meio do Sistema de Informações Gerenciais da Execução Orçamentária (Sigeo).

"Além do alto volume de despesas pagas com cartão, os saques diretos também são suspeitos. Pagar com o próprio cartão é melhor, o controle é maior", disse o líder do PT, Simão Pedro. O deputado também critica o número de servidores autorizados a utilizar os cartões: 42 mil.

Os cartões corporativos utilizados pelo governo Lula estão no foco de denúncias que apontam uso irregular por ministros e seguranças que atendem familiares do presidente. As acusações derrubaram a ministra da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, na semana passada, e o Planalto anunciou medidas para coibir o mau uso. Agora as denúncias atingem o governo Serra.

Anônimo disse...

Pois é, factóides e mais factóides. Mas os gastos nos cartões, aqui em SP no governo do vampiro Serra, não emociona a mídia amestrada. Como disse alguém, na história dos cartões o Brasil virou província de S. Paulo.

armando

Anônimo disse...

caro gauche,
Há um dado bem interessante no uso do cartão corporativo da ex-ministra. Em um ano, com aluguel de carro foram cerca de 171 mil reais. Com essa grana daria para comprar tres bons carros médios, que durariam pelo menos 4 anos...
Aí, é dose! (embora não seja ilegal, parece que o problema residiria apenas na ilegalidade...)
Um ministro não dispor de um carro do Estado para deslocar-se, incompreensível...

Blogoleone disse...

Sobre cartões corporativos:

http://blogoleone.blogspot.com/

Anônimo disse...

O Pig(partido do IG), bota cor-de-rosa, que se virou as n�degas para o Alexandre Frota que disse: Que mat�ria!!!! heheheheheheheheheheheheheheheheheheheheee

Anônimo disse...

Petrolina, 08 de fevereiro.

Prezado amigo:

Bom artigo, mas para preservar a coerência teria sido melhor usar a mesma unidade para os dois casos citados: 207 mil hectares e 500 mil hectares( ao invés de meio milhão de hectares), pois quem faz esse tipo de distorção è o PIG.
Abraço
Vinicius

Cristóvão Feil disse...

Desculpa, Vinícius, foi sem querer.
Saudações aos amigos de Pernambuco.

O São Francisco ainda está baixo aí em Petrolina? Mas por favor, quando vc. me informar me dê a altura em metros, centímetros e milímetros, certo?

Abç.

Flavio Williges disse...

Cara, gosto muitos dos textos do teu blog, mas tem uma coisa nesse post dos cartões corporativos que não me agradou: fica implícito no teu argumento que existe uma gradação moral entre mais e menos errado. Mas conceitos morais são absolutos, não admitem uma passagem gradual do mais errado para o menos errado. É tão errado almoçar num restaurante metido com dinheiro público quanto comprar presentes para si ou para os outros. O prejuízo financeiro para o país, num e noutro caso, variam, mas a falta ética é da mesma ordem. O que me decepciona muito no governo petista (que tem feito coisas boas) é o constante apelo para formas de evasão moral do tipo "o que eu fiz não é tão errado assim.....". É o tipo de raciocínio que torna aceitável tirar uma lasquinha. Que te parece?

Cristóvão Feil disse...

Certo, Flavio. As questões morais não são absolutas porque são históricos. Algo que foi reprovado na antiga Roma, pode não sê-lo hoje, e vice-versa.
Mas eu não quis entrar nessa. Quero em primeiro lugar desqualificar o debate proposto pelo PIG. Isso é + uma invectiva dos caras, da direita.
Esse é o ponto. Agora, claro, o militante do PT deveria ter mais cuidado com essa porra de cartão. O cara que gasta como marinheiro bêbado é frágil ideologicamente. Compromete a si, ao Partido e ao Governo.
Abç.

Anônimo disse...

Como tu queres desqualificar alguém seu tu concorda com PHA, um pulha, aproveitador e todos outros conceitos de falta de honestidade e ética que possam existir nos dicionários locais e estrangeiros.

Anônimo disse...

EREMILDO, O IDIOTA
De:Elio Gaspari(Não integrante do PIG e do Pig(Partido do IG)

"Eremildo é um idiota, fez um estágio no jornal Granma, do comandante Fidel, e acredita que um dia conseguirá trabalhar numa redação dirigida pelo comissário Tarso Genro.
De sua cadeira de ministro da Justiça, ele deu um parecer sobre a farra dos cartões e disse que 'essa cobertura está completamente equivocada. O que permitiu a detecção do problema foi a transparência do governo. Não podem transformar isso em culpabilidade'.
O idiota acha que a verdadeira origem do problema esteve na prática da malfeitoria. Há milhares de pessoas nas penitenciárias nacionais prontas para explicar ao ministro da Justiça que, mesmo tendo ofendido a lei, foram prejudicados por 'coberturas equivocadas'."

Verinha disse...

Que é imoral esse negócio do mau uso dos tais cartões é inquestionável e deve mesmo haver tremenda punição. Quem mandou esses ministros serem burros e darem a cara pra bater. Mas o mais legal hoje foi ler a notícia de que o governo Lula gastou menos no cartão que o governo de São Paulo do Zé Terra(PSDB). Bem feito pra essa tucanaria! Oh, delícia de notícia! Também me chamou a atenção é que o 'PIG' tá tentando desesperadamente confundir a cabeça dos cidadãos não explicando a diferença entre as tais CPIs(a CPI dos gastos corporativos que é infinitamente MAIS ABRANGENTE porque investigará os gastos com os cartões, os gastos com cheque e os gastos com dinheiro vivo e também porque investigará de 1998 até 2008, e a CPI somente dos cartões corporativos, que é a que a oposição quer, CPI essa que investigará somente a partir de 2001, SEM investigar os gastos com cheque e dinheiro vivo). Esse 'PIG' além de salafrário, dá tremenda bandeira, porque sempre passa a mãozinha na cabeça dos mesmos políticos. Por que se$á, né?$?$?$
Quero ver é o tal procuradorzinho denunciar essa tucanaria, que também usa e abusa dos cartões corporativos, por PE-CU-LA-TO. É ruin, hein!!! Mas... esperança é a última que morre.

bianca disse...

Nenhuma surpresa! Despesas com a felicidade pessoal desses políticos fazem parte da tradição política brasileira. Não teria mensalão, se já tivessem os cartões.

Anônimo disse...

tabocas dos brejos velhos -bahia
no enterios das bahia foi denunciandos anos 2001 até 2009. o ex prefeitos gilmar ribeiro da silva pó lavagem dos dinheiros publicos, e também dilvios dos dinheiros públicos da bahia,informáçâos des guardrilhas,tudos no nomes dos larajas que fica dilvilados nas praças da sua cidade de de tabocas bahia.o ex prefeitos gilmar estão espertos que delvios dos dinheiros públicos em bens valiosos,que os dois irmãos dos ex prefeitos gilmar tomar conta mais de 1 pontos de gasolinas no enterios das bahia , também mais de 1 casas de imovêis na cidade de barreiras-bahia,tirando outros lugar dos brasil. também foi denciandos que ele gilmar comprou mais de 1 fazerndas de criados de gados no enterios da bahia, tirandos de mato grosso ,tudos foi passados pó nomes dos seus laranjas. 2009também foi denunciandos para ajustiça da bahia, exprefeito gilmar ribeiros da silva comprou um linda casa em portugal com dinheiro publico da bahia. no 8 anos dos seus mandatos da cidade de tabocas do brejo velho -bahia. tomou conta dos de dinheiros dos povos. é a justiça da bahia nâo fizeram nada até agora. precisamos de justiça por que até agora o ex prefeitos gilmar ribeiro da silva esta rico milhôenarios com dinheiros publicos da bahia.justiça urgente-----------

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo