Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 13 de maio de 2009

A firma e a náusea


O serviço de normalização de ZH

É incrível como numa simples cartinha de jornal pode estar contido todo o “mal-estar da civilização”, como disse aquele senhor de Viena.

Um chefe de baixo coturno sente a consciência afetada por ter que demitir colegas de certa firma. O cara é tão desorientado que escreve para o serviço de muletas do jornal Zero Hora e pergunta na maior candura “isso é normal?”.

A pessoa que responde (burocraticamente) traz um chicote numa mão e torrões de açúcar na outra. De qualquer jeito, é preciso enquadrar o chefe com drama de consciência. “Você não vai conseguir resolver os problemas de todos” – a mão do chicote. “Conversar e orientar essas pessoas que serão demitidas...” – é a mão do açúcar.

A náusea de uma época em poucos centímetros de jornal. Seja um filho da puta normal e "Viva Melhor".

13 comentários:

Ary disse...

Traduzindo: mamãe não vai mais defender vocês.

Patrícia disse...

Excelente post.

el barto disse...

e o que tem desses chefetes baratos poraí...

Caio Ramos disse...

Sensacional.

Anônimo disse...

Asqueroso. E o pior: psicólogos (leia-se, técnicos de manipulação) se prestam a esse servicinho, orientando ou fazendo o papel sujo.

armando

Anônimo disse...

Puta que pariu!

Francisco Goulart disse...

Só pode ter sido tudo inventado. É a rasteirice nauseabunda levada ao extremo.

Anônimo disse...

Queriam que a mulhe respondesse o que? "Você é um capitalista mau e merece ir para o paredón!" ??

Anônimo disse...

Duvido que isso seja carta de alguem. É só pra reforçar a consciencia da consciencia de classe. Muitas pessoas mais se identificarao com o problema inventado pelo rp do jornal. É a grosseirizaçao da subjetividade.

Quevedo

Anônimo disse...

Para alguma "merda" eles tinham de prestar...

Malacara disse...

Que capitalista, anônimo imbecil. O cara é um chefete fudido, que está lá pra ser verdugo dos seus colegas. É assim mesmo que funciona. Nenhum patrão põe direto alguém pra rua. Cada patrão tem o seu verdugo, os seus capangas, como o Gilmar Dantas Mendes. As mãozinhas deles não tem vestígio de sangue de ninguém.

Anônimo disse...

Sem estresse. Esse é o mundinho nauseabundo que vivemos e que prosperam os "boss" managers e pessoas de "sucesso" e outras pessoas "de bem". Sabemos todos que o mundo se movimenta exatamente assim. Mas ler um pequeno instrumentinho em sua função de purgante é engolir e vomitar na hora. Que efeito!
Lindenen

joice disse...

Hehehe. Adorei!

Pra completar a cena, só faltou ela mandar o moço tomar anti-depressivo. um antes e um depois, pra não comprometer a produtividade.

Beijo,
Joice

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo