Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 29 de maio de 2009

A direita já começou a apelar


Repugnante!

Analista de risco pede para a ministra Dilma desistir de ser candidata por causa da doença


A campanha eleitoral à presidência da República está a todo o vapor. A direita já dá mostras de desespero. Senão o que pensar do artigo publicado hoje por um certo Alexandre Barros, no Estadão?

O agente provocador se intitula cientista político e analista de risco (Do quê? Ora, de papéis!). Noves fora todo um nariz-de-cera de conversa fiada e repugnantemente polida, o analista de risco afirma que a ministra Dilma Roussef bem que poderia desistir da sua candidatura, haja vista o câncer, possíveis crises, o risco de vivermos anos em sobressalto, etc. Tudo isso pode muito bem ser evitado, segundo Barros, e completa: “Levar adiante a candidatura da ministra Dilma Rousseff pode ser entrar numa crise previsível, de desfecho completamente desconhecido, mas que pode ser muito caro para todos os brasileiros”.

Quando ele fala “muito caro”, refere-se exatamente ao custo financeiro, retirada de investimentos estrangeiros, adiamento de projetos industriais, disseminação do medo, etc. O artigo de Barros carrega nesse tom preocupado com o cálculo financeiro e econômico.

Alexandre Barros é deformado até a medula óssea, todo o seu ser está hipertrofiado pelo cálculo econômico, nada mais importa que a dimensão monetária da vida social, trata-se de um monstro disfarçado de gente. É o cão Cérbero, guardião dos infernos.

O artigo “Nem Dilma nem o Brasil merecem isso” está aqui na íntegra. Tirem as suas próprias conclusões.

21 comentários:

Malacara disse...

essa cara é um provocador vagabundo. tá tirando a febre pra ver como ficam as reações.
se preparem, 2010 é agora!!!!!!!!!!!!

marcelo disse...

Que coisa bizarra, o PIG quer fazer renascer o risco-Lula, que ia encher a economia de solavancos, agora na obscura versao risco-Dilma. Repugnante é bem a palavra!
E ademais, esses textos que já comecam na defensiva, se acusam logo de cara. Quando ele diz "Esse artigo nao é partidário nem pessoal" ele quer dizer "Esse artigo é partidário e pessoal".

Anônimo disse...

Fico espantado com esse papo de falar em "direita".

Se o Sarney, o Edison Lobão e tantos outros filhotes da ditadura estão com o governo Lula, me parece que a direita está toda com Lula.

A direita reacionária está toda no governo.

O que menos tem na oposição hoje é gente de direita.

Oscar torres disse...

Quem está contra Dilma nem é da direita, pois tem muitos c/ Lula. Contra ela são os paulistas, FSP, Veja OESP, FHC!
Derrubam até o Aécio, a Yeda se ficarem contra eles.
Estão c/ sede de poder, desesperados pra mandar de novo no Brasil!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Impressionante como o DG gosta de destilar seu ódio contra uma certa direita e se esquece que a direita mais reacionária, mais atrasada do Brasil está ai apoiando o governo Lula. Vejam os integrantes do governo do PT na CPI da Petrobrás. Quem está lá? A eterna banda podre da política nacional apoiando o PT e o Lula. O Collor está ali de bandeirinha vermelha na mão. Mas como assim, minha gente: ora, caramba, elle virou companheiro dos petistas!

João Pedro disse...

Nota-se que o artigo publicado no Estadão é de um "chigago boy"..

O pior é que a tendência é termos apelações cada vez mais violentas...

SbentenaR CONTAINER disse...

- MALA MAIA !! POR QUE NÃO TE CALAS??

edu disse...

Deixa o maia pq ele é nosso!!!

E' nosso alter ego.

Precisamos dele para nos certificarmos que estamos no caminho certo.

DILMA!!! Isso é que é mulher!!!

yeda é empregada...como brito, rigoto...

Anônimo disse...

PT no RS nunca mais!

Fudêncio disse...

Encerrando a semana em que ficou provado que o PAC só aprontou 3% das obras em quase 3 anos de maciça propaganda, Lula acaba de usar a palavra "vigarista" para se referir aos políticos em geral. A mesmíssima palavra que Carlos Minc, seu ministro, usou para chamar os deputados ligados ao agronegócio. Disse Lula: "Tem que aprender a não eleger mais vigarista. Tem que não votar em pessoas que têm medo do povo". Fica claro, desta forma, que Lula e seu ministro combinaram o uso da palavra, que significa embusteiro, trapaceiro ou velhaco. Aliás, cada um destes adjetivos combina com Lula e seu ministro como um Armani ou um colete. Neste conto-do-vigário, o Minc é apenas o burro do vigário. E o vigário é o Lula.

henry disse...

Esse Alexandre Barros é um clone piorado do SPANTA, o Rodrigo Constantino. O texto é muito colegial. Precisa melhorar muito...

marcosomag disse...

Têm uns maluquetes postando que a presença de direitistas na base governista seria uma contradição do atual governo. Não existe contradição nenhuma, pois as políticas implantadas são de centro-esquerda. Não existe problema algum para o PT fazer acordo até com o Capeta, desde que o povo seja beneficiado. PR, PP, PTB e outros apoiam a inclusão social, defesa do patrimônio nacional, fim das privatizações e outras políticas progressistas do governo do PT. O velho Lênin já ensinava no "Esquerdismo, doença infantil do Comunismo" que a verdadeira esquerda não deve ser sectária. Quanto ao artigo do "Estado",foi um golpe baixo. John McCain também venceu esta doença terrível, e nunca o pessoal do Obama explorou este tema na campanha. A imprensa burguesa do Brasil dá nojo!

Anônimo disse...

"Não existe problema algum para o PT fazer acordo até com o Capeta, desde que o povo seja beneficiado" = resumo de miséria moral petista.

Anônimo disse...

Ô anônimo das 15:24, desde Getúlio, direita é quem é contra o capitalismo nacional, contra Petrobrás, contra empresa nacional.
Direita é ser entreguista.
O fenômeno ocorreu na Alemanha no século XIX, geralmente com jornalistas com influência inglesa, detonavam com a economia alemã, só a inglesa prestava.
E são tantos, que se precisa comprar o pessoal do meio que está à venda: Sarney, essa gente.
Repete-se a década de 1950: nacionalistas e esquerda unidos a favor do capitalismo nacional, a despeito do desconforto dos próprios capitalistas, procurando soluções autóctones, enfrentando representantes de soluções estrangeiras.

Anônimo disse...

Miséria moral agora é o novo nome das soluções práticas?
A perfeição é inimiga do bom.
Lula, Dilma, Olívio, gente com mais de 50 anos prefere fazer agora algo de positivo enquanto são plenos, que deixar um plano perfeito para ser executado em 200 anos.

Anônimo disse...

Mas vem cah, voce tah querendo dizer que o PT eh um partido de esquerda????????

Eugenio Hansen, OFS disse...

Paz e bem!

Se ela desistisse
eu não acho que seria uma tragédia.

Na verdade, até o momento,
não estou convencido de que ela
seja o melhor nome disponível
no campo de apoio ao Governo Lula
para sucedê-lo.

Mas como atualmente
não estou sequer filiado
a um partido político
que sou eu para influenciar
nesta escolha?

Eugenio Hansen, OFS disse...

.

Anônimo disse...

É estarrecedora a entrevista do Sr. Paulo Salazar da Silveira (ver vídeo no you tube) sobre as falcatruas do PT no RS. Ele mostra documentos, extratos dos depósitos, notas frias, notas em branco, tudo retirado da Sede do PT.
Fala também sobre todo o funcionamento do caixa dois nas campanhas petistas.
Furungando no Tribunal de Justiça do RS, se encontra seu processo pedindo devolução de 445 mil reais contra Elvino Gass, Raulo Pont e PT. Em contrapartida, não se encontra nada de processo contra ele, como foi prometido pelos Deputados citados.
Por que não pedem CPI das práticas de "mordidas" nos contra-cheques dos funcionários nos Gabinetes dos Deputados Gaúchos?
Por que a Assembléia não ouve o Sr Salazar? Na mesma pergunta: Por que o Fabiano Pereira (PT) impede que este senhor seja ouvido?
O que falta ao RS é uma CPI geral e irrestrita, envolvendo todos os Partidos, sobre todos os assuntos relacionados à corrupção com resultados objetivos para que pssamos varrer do Estado essa corja de sem-vergonhas que entram para a política para se locupetear das benesses de seus cargos e ainda por cima levar para suas contas volumosas quantias que fazem falta para o povo que paga seus impostos e não tem o retorno necessário.
LIMPEZA GERAL NA POLÍTICA, É O QUE PEÇO.

zecarlos disse...

Dê uma passada no meu blog (ainda está em fase de teste): http://contextolivre.blogspot.com lá você vai conhecer melhor esse tal de Alexandre Barros e quem lhe faz companhia. Um abraço.
zcarlos

Anônimo disse...

Fudêncio:

Em primeiro lugar no foi o Lula que chamou a "gigolagem de vaca" de vigarista, foi o Ministro Carlos Minc.

E acertou em cheio! Nem tu desmentiu.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo