Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 19 de maio de 2009

Espetacularização do luto


Oportunismo infinito

Certas pessoas cultivam uma habilidade invulgar para tirar proveito pessoal de situações as mais diversas, inclusive das circunstâncias que exigem respeito e reverência silenciosa.

Os portadores dessas habilidades – de resto, desprezíveis (as habilidades e as pessoas) – tratam de espetacularizar seus (falsos) sentimentos com o objetivo de angariar prestígio e popularidade – mesmo que por vias tortas e moralmente condenáveis.

Acima fac-símile parcial de coluna da jornalista Ana Amélia, de hoje, em Zero Hora.

24 comentários:

gusmão disse...

E se presta para ser motivo de deboche da bruxinha Meméia.

Anônimo disse...

Deixa a mina lamentar a morte de quem ela quiser. Vai ser mala assim em outro lugar. Ou por acaso tu também não fez um longo post aqui falando da morte do cara? No teu caso não era "espetacularização do luto", então? Haja paciência...

Milton Ribeiro disse...

Eu li. Não acreditei...

j maurer disse...

Anônimo, mala és tu!O Feil não falou da morte de ninguém,carapálida! Ao contrário, quem falou aqui em poema foi o próprio Mario Benrdetti num post que o blogueiro homenageou o escritor! Se tu não sabes a diferença é porque te falta muita leitura, ô inútil!

SBENTENAR disse...

- O ANÔNIMO DAS 13:14 HS , DEVE SER O MALA DO MAIA!!!. MAU ESPETÁCULO É SE APRESENTAR ATRÁS DO ANONIMATO.

Gilmar da Rosa disse...

Sem comentários Feil. É duvidosa esta preferencia pelo Benedetti. Quisiera morir ahora.

jukão disse...

Esse anônimo covarde só pode ser carregador de bandeira da Musa.

Sai daí pelego revisionista, aliado do PPS, a lavagem porca servida pelo Roberto Freire.

PPS e PCdB se merecem, dois traidores da esquerda.

jukão disse...

e a Musa conhece o poeta Benedetti acaso?

ouviu falar de orelhada e agora quer tirar casquinha do fato via meméia dos agronegócios, a rainha-diaba da transgenia guasca

Oscar torres disse...

Não sei por que, mas a Manuela não me surpreende mais com nada, desde que se aliou c/ PPS. Adorei que ela (et caterva, como Maristela Maffei) não se elegeram!

Anônimo disse...

Caro Feil
tu consegues te superar...
tu és o rei dos detalhes, do vulgar, do cotidiano. Se a Veja critica o governo Yeda, teu papel é o de "ir às entrelinhas". Se a Manuela lamenta a morte do Benedetti, tu condena por oportunismo. Fico longe de me manifestar a favor da política do PCdoB, porém, porque não realizar uma crítica mais normal? Condenar a política que este partido tem em relação ao governo Lula, sua provável aliança com Fogaça? Sua visão privatista na ANP?
Não, o sr. tem sempre que ver algo "excentrico"; acadêmico, distinto. O sr. busca a sutileza da crítica- se é que existe- sempre se diferenciando do que é "comum", "óbvio". É típico da pequena burguesia radicalizada, sem uma formação marxista, da qual a ministra Dilma e seus amigos são a expressão mais avançada. Hoje é porrada na Manuela, amanhã é viva a luta da CTB e da UNE pelo "fora Meirelles".
Santa paciência.
Pierre L.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Eu tenho notado que a Ana Amélia anda bem amiguinha da Dilma nos últimos tempos...Eis ai uma pessoa que eu não leio. Acho uma baita chata.

Anônimo disse...

Se a Manu chora assim com o cara esse aí, imagina quando morrer o Berfran... ou o Britto.

carluxo8 disse...

Assino embaixo do Pierre. O Joãozinho-do-Passo-Certo é inc'rivel. Ele pode lamentar a morte e não é espertacularização. A Deputada é oportunista. Honestidade, cultura, isenção... sois juiz supremo, Sr. Feil?
E eu votei na Manuela, como 15% dos porto-alegrenses. E teve mais uma maioria que votou no Fogaça. Desculpem-nos a gente não somos seres superiores e celestiais.

Oncins disse...

Benedetti tem uma pequena novela chamada A Trégua cuja história narra o caso de um homem cinquentão com uma jovem de vinte anos ou pouco mais.
Talvez Manu tenha se inspirado nesse romance. O romance dela é muito semelhante pelo menos na distância das idades. Só que o desfecho do livro de Mario é trágico.
Deve ser a única obra que a deputada conhece do grande poeta. Ela me parece uma grande chutadora.

Rodrigo disse...

Hehehehehehehehehe, Feil a direita te ama.

Os argumentos deles são ótimos tudo a ver.

Abraço velhão!

Anônimo disse...

E aproveitando, está também na praça o "oportunismo infinito" em relação à doença da ministra Dilma. Morte e doença manipuladas e fetichizadas a interesses menores.

armando

Neno Fogaça disse...

O mais ridículo é os comentaristas desse blog dar atenção ao que uma flanelinha da direita piguda diz a respeito do sentimento de alguém, deputada ou não. A porca mestra, namorada do Ranzolin, atirou pólvora na foqueira para as esquerdas guapas se agradirem. Cairam feito patinhos. Uma vez disseram que a esquerda brasileira é burra. Nós caímos de pau em cima deles.
Será que eles tinham razão?

Fabrício Nunes disse...

Manuela é a síntese pós-moderna do velho revisionismo.
Simples.
Difícil é dar trela para os reaça aí de cima.
Feil apanhou um gesto da deputada convertida para firmar um conceito - correto, aliás - da sua trajetória. É aquela história da "premissa menor e da premissa maior..."

Anônimo disse...

É impressão minha ou os senadores escolhidos para compor a CPI da Petrobrás pelo demo e o peessedebe são aqueles que terminam mandato em 2010 (salvo o Álvaro Dias, autor do requerimento)?

Gabriel Prates - Vitória/ES

Neli disse...

O que será que o SR. Pierre L quer dizer com formação marxista? O seu comentário demonstra desconhecer o quanto é instrumental saber ler as entrelinhas e interpretar os "detalhes tão pequenos". Elas (as entrelinhas) e eles (os detalhes) são reveladores do invisível e fundamentais para conhecer o mundo e a vida. Nessas situações nada mais indicado do que a Agnes Heller com a sua "Sociologia da Vida Cotidiana"

Prieb disse...

O diabo mora nos detalhes, já dizia a minha finada vó.

Anônimo disse...

Carluxo8, ainda bem que foram somente 15% que cairam no conto da vigarista.

Marcus Padilha

Anônimo disse...

Cristiano: sou teu eleitor e pai da Manuela. Acho que fostes profundamente injusto com ela. Domingo,logo após saber da morte do Benedetti, ligou para mim profundamente abalada. Feliz de nós que tenhamos políticos que chorem por um poeta. O mundo seria bem melhor.
A Manuela é uma leitora voraz da literatura latino americana. Recentemente estive em Montevideo e ela me encomendou seis livros(Onetti, Benedetti, Villareal). Mantenho divergências políticas com ela (sou PT) mas acredito que os setores progressistas nem sempre são inteligentes, assumindo algumas posturas, como a tua neste caso, que provocam cizânias e ressentimentos que prejudicam a urgente emancipação do povo brasileiro. Meu email é alfredosolos@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Sugiro que entrem no blog pessoal de manuela e vejam que -desde sempre - gostou do benedetti.
www.bolademeiaboladegude.blogspot.com
ah! tu forçou a mao demais nesse post... muito parcial e raivoso.demagogia com um poeta uruguaio e duro, hein cristiano??? Tu exagerou.
tania

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo