Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Pont declara


Nota de Esclarecimento

Em decorrência da versão disseminada nos meios de comunicação sobre a sessão de votação da admissibilidade do pedido de impeachment da governadora, na noite de quinta-feira (8), esclareço que:

1- Não falei, não toquei, não fiz qualquer ameaça à relatora do processo, Zilá Breitenbach (PSDB) e nem "dei tapa" em microfone;

2- A versão disseminada pelo PSDB e pelos aliados da governadora Yeda Crusius não condiz com a realidade dos fatos e se configura numa tentativa desesperada de vitimizar, perante a opinião pública, os verdadeiros algozes do povo gaúcho;

3- A violência praticada durante a sessão partiu daqueles que, para atingir seu intento, rasgaram a Constituição, o Regimento Interno do parlamento e a legislação que estabelece o rito do processo;

4- Afronta à população foi o fato de o presidente da comissão especial ler o parecer do Procurador-Geral da Assembleia Legislativa e agir no sentido oposto, garantindo voto a um deputado sem representação na comissão, pois já mudara de partido, mas decisivo para aprovar a farsa. Sem ele, não haveria quorum – maioria absoluta – para assegurar o arquivamento do processo contra a governadora;

5- Desrespeito ao povo foi decisão do presidente e da relatora de ignorar o material sob sigilo, de não ouvir o MPF e os signatários do pedido de afastamento da governadora e de desconsiderar as reuniões subscritas por dez deputados para a realização de diligências. Ao invés disso, dedicaram-se à produção de um relatório chapa branca que encobre a verdade e envergonha o Rio Grande do Sul.

Deputado Raul Pont
Vice-líder da Bancada do PT na Assembleia Legislativa/RS

7 comentários:

jukão disse...

Dá-lhe Raul!

Udo disse...

A Zilah pra lá de Bagdá nem reclamou, quem criou esse "caso" foi a abelhinha da RBS que quer dar uma de isenta, dando uma no prego outra na ferradura, depois que a véia Yeda escreveu outra carta queixosa.
Se vê que não se pode nem chegar perto das dondocas tucanas, que as bonecas acham que serão espancadas.
Raul jamais faria isso. É a culpa deles que faz essa fantasia.

Madalena disse...

Eles tinham que "construir" um fato prá abafar o novo escândalo dos móveis comprados com nosso dinheiro pela louca varrida.
Todo apoio ao valoroso deputado Raul Pont.

Anônimo disse...

Apoio total a este homem honrado, parlamentar sério e combativo em favor das causas justas do RS.
Lamentável é a companhia encardida de "nobres" deputados, que envergonham a Assembléia, cuja causa é "o meu primeiro". É de doer!
Marcos

valeriobrl disse...

Apoio total ao deputado RAUL

Alice disse...

O Deputado Raul Pont é uma referência respeitada mundialmente, em especial entre os Movimentos de Mulheres e Feministas. Aliás, todos os Homens do Partido dos trabalhadores são democráticos, conceituados, inteligentes e defensores da emancipação e libertação de todas as minorias, em especial o Raul.

Oscar T. disse...

Parabéns, PONT. Impressionante o desespero dos yedistas (da AL e da mídia) p/ criar fato que desvie o foco das falcatruas!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo