Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sábado, 17 de janeiro de 2009

O caso Cesare Battisti


Fascistas querem comer o fígado do militante italiano

Está absolutamente certo o ministro Tarso Genro quanto ao tratamento dado ao italiano Cesare Battisti. Ele está sendo considerado um refugiado político, no Brasil. Não deverá ser extraditado, porque caso fosse, seria vítima de perseguição política por parte do governo protofascista da Itália atual, liderado pelo indizível Silvio Berlusconi e seu arranjo de direitistas ressentidos e mafiosos dissimulados.

Dois dos crimes do qual Battisti é acusado aconteceram quase na mesma hora em cidades distantes mais de 500 quilômetros. Ele foi julgado à revelia e, portanto, não teve o amplo e constitucional direito de defesa. Tudo isso tipifica perseguição ideológica, pura e simples.

Vive-se hoje em quase todos os lugares do mundo, mas especialmente na Itália, um acirramento ideológico acentuado. O fascismo adquiriu feições diversas e modernosas, seus porta-vozes buscam cobrir a provecta face assassina com máscaras adaptadas aos novos tempos. Berlusconi (foto) é um velho lobo fascista vestindo pele de manso cordeiro.

Entregar Battisti aos fascistas e aos mafiosos seria um erro imperdoável do lulismo de resultados. Ponto para Tarso Genro.

38 comentários:

pavan disse...

Até que enfim algo sensato e historicamente correto sobre o caso.

Juarez Prieb disse...

Seria preciso lembrar Olga Prestes entregue aos nazi pela polícia de Filinto Müller.
Guardadas as proporções é a mesma situação.

Anônimo disse...

Neste caso eu fico com a opinião de quem realmente sabe.

www.ibgf.org.br
(Instituto Brasileiro Giovanni Falcone)

WWW.cartamaior.com.br

www.blogdomino.com.br
Janice

Oscar torres disse...

Li o artigo que Janice sugeriu. Nada de útil e infeliz a comparação do Maierovitch c/ o caso Lalau: este não é perseguido político.

Anônimo disse...

Li no blog do Mino que o pedido de prisão ou o que valha partiu do governo anterior ao de Berlusconi, ou seja, um governo socialista (ou o que valha). Gostaria de saber quem são os mortos (?) que pesam sobre este tal Batisi. De todas as formas tem-se que saber que tipo de comunista ele é. Dependendo, que seja queimado aqui mesmo no Brasil.

Lancelot

Montardo disse...

E que crime cometeram os atletas cubanos mesmo? Neste caso atual, para se ter uma opinião é preciso ter acesso a fatos concretos.

Blues disse...

E por tras dos panos do teatro encontramos líderes fascistas, nazistas e sionistas (porque agora que os semitas se mostraram capazes de aniquilar eles puderam deixar de ser as vitimas e entrar pro clubinho) se reunindo pra uma nova baguncinha...

Juarez Prieb disse...

Mino Carta, a quem eu admiro, acho que pisou na bola feio ao considerar o caso Battisti. Ele diz que o italiano militou "em nome de ideais políticos inconsistentes".
Nada mais inconsistente do que dizer isso. Tudo com o qual eu não concordo então passa a ser "inconsistente"?
Que é isso?
Então o Brasil tinha que mandar o cara pra retaliação dos Berlusconis et caterva?

Mas a Itália é um Estado de Direito, diz Mino. E daí, um Estado de Direito com um aparelho de Estado tomado da pior espécie de direita, os neofascistas disfarçados de democratas.

marcelo disse...

O mino tem um rancor profundo com o tarso. Ele e o PHA, vivem a xingá-lo nos seus blogs. Mino acusa Tarso de pertencer a uma esquerda "obsoleta e corporativista, hoje empenhada sobretudo em ganhar dinheiro". É camaradas, essa é a nossa mídia dirceusista.

Juarez Prieb disse...

O doutor Walter Fanganiello Maierovicht, também é um profissional que eu respeito, mas não esqueçamos que ele foi secretário de FHC no Palácio do Planalto. Não tem pedigree de esquerda para avaliar um assunto que diz respeito à esquerda e aos fascistas italianos.

Juarez Prieb disse...

Marcelo, também não dá pra dizer que Mino seja dirceuzista. Aí já fica no terreno da injustiça.

Uh, tererê! disse...

Eu confio no Tarso. Pessoa do bem, íntegro, coerente e sensato.

Karan disse...

"Última Instância", revista jurídica do Uol, publica carta do ex-presidente italiano Francesco Cossiga, também ex-primeiro-ministro e ministro do Interior, na época dos crimes de que Battisti é acusado. Cossiga reconhece que houve perseguição política e, portanto, a condição de perseguido político de Battisti.

Anônimo disse...

Me espanta o barulho neste caso. Por que os moralistas de plantão não gritaram quando demos asilo a Alfred Stroessner, ditador assassino no Paraguai? Burrice, a esquerda brasileira compra o jogo a direita fascista e só discute o que interessa ao PIG. Por isso só entram em pauta as declarações de Lula, o asilo ao italiano mas ninguém fala do Gilmar mendes, do buraco do metro paulista, do avião de dona yedinha, da máfia das ambulâncias, da privataria, e por ai vai a blindagem.
Mari.

edu disse...

Nao sei nada sobre o caso em especifico.

Mas Berlusconi nao é nada, nem fascista, nem comunista é um fantoche.

Como sarkozi, serkel, srown, bush e lula.

A politica italiana esta muito parecida com a do Rio Grande, nao serve pra nada.

As ordens vem em envelopes lacrados.

edu disse...

P.S. merkel, brown.

edu disse...

O rapazinho nao é la essas coisas...ok que em politica nao existem santos, mas...

Assassinou um joalheiro e baleou o filho q hj é paraplegico, matou um marechal da policia militar, matou um agente do serviço de investigaçao.

Foi condenado a duas prisoes perpetuas. O processo terminou com ele em fuga, certo, mas de 1979 a 1981(ano da fuga)ele respondeu processo dentro das normas processuais.

Nao esperou a sentença apenas...

Miterrand declarou que o estraditaria caso o seu recurso fosse negado pela corte francesa (ficou escondido na França por anos), ele entao fugiu pelo mundo.

Nao sei se ele é culpado, ou vitima do sistema.

MAS é BEM O TIPO DE GENTE QUE tarso genro GOSTA.

Milton Ribeiro disse...

Tudo certo, Cristóvão. Minha mulher é italiana, sabe tudo sobre o caso e fecha 100% contigo.

Pmarkes disse...

Só os ingênuos não vêem a explicita perseguição ideológica. Se fosse um fascista, o PIG estaria fazendo campanha para o governo conceder asilo. A posição do Mino Carta é decepcionante, faz coro com a direita e apresenta argumentos pífios e sem consistência.

edu disse...

O caso ocorreu em 1979, o poder judiciario foi quem pediu a extradiçao e o presidente da republica, ministro da justiça e do exterior que estao dialogando com o governo brasileiro.

Que berlusconi é uma piada, um fantoche nao se discute (quem nao tem um governante assim atire a primeira pedra), mas coloca-lo em evidencia nesse caso, em que ele nao teve nenhuma participaçao direta é forçar a barra.

Foram anos terriveis aqueles na Italia, um atentado a bomba, na estaçao de Bolonha com 23 kg de explosivo (5 de dinamite e 18 de nitroglicerina)...matou 85 pessoas...

O tema é polemico, e nao creio q alguem como tarso genro possa julgar melhor que a justiça italiana, um caso do tipo.

Quanto a questao de "direita" ou "esquerda", quando battisti foi preso em 2007 romano prodi(governo de "esquerda") manifestou seu contentamento pela prisao do assassino.

Jukão disse...

Romano Prodi é de esquerda?

Piada dominical, né?

Anônimo disse...

O atentado a bomba foi a casa maçônica P2...

Anônimo disse...

Larguei o diariogauche. Defender terrorista não dá. A Itália vivia numa democracia na década de 70, e o Partido Comunista era o segundo mais forte na época. É por causa desse ranço político que a esquerda enfrenta tanta rejeição no Brasil.

Clairton disse...

Este "caso Battisti" e o massacre/genocídio de Gaza pelos sionistas são acontecimentos muito úteis para esclarecer quem é quem nas blogsfera de esquerda. Há muitos direitistas travestidos de esquerda que estão mostrando sua cara. Por exemplo: alon feuerwerker, que se diz de esquerda, mas defende abertamente o direito de israel massacrar os palestinos, inclusive o conceito bíblico de que todas aquelas terras sempre pertenceram aos judeus. Diz mais, que não se pode, ao mesmo tempo, ser contra o sionismo e apoiar a existência de israel como estado independente. Enviei-lhe um comentário, que ele não publicou, afirmando que seus conceitos são muito próximos dos conceitos de tzipi livni, governante de israel e ex-agente do mossad.
Igualmente, enviei comentário ao blog do mino que não foi publicado.
Dizia ao mino que um país governado por silvio berlusconi não tem direito de solicitar a extradição de quem quer que seja e que o povo italiano ao invés de perseguir refugiados políticos deveria preocupar-se em como se livrar do corrupto que vira e mexe volta ao poder no país latino. E também, que se na França Battisti era considerado refugiado político (até a ascensão ao poder na França de políticos amigos e alinhados com berlusconi) porque no Brasil deveria ser diferente?

Anônimo disse...

Lembrando: a decisão da Justiça Italiana foi validada pela Corte Européia de Direitos Humanos sediada em Estrasburgo.

Espaço Democrático de Debates disse...

Prezado Editor do diario Gauche,
Parabéns pelo seu blog.Vou adicioná-lo entre meus favoritos.
Caso queira,será um prazer,receber sua visita no meu blog:Interesse Nacional.
www.espacointeressenacional.blogspot.com

edu disse...

Jukao

Pode parecer piada, mas romano prodi era o representante da esquerda na Italia.

Anônimo disse...

17/01/2009 - 08h50
Para vítima, crimes de Battisti não são políticos
Publicidade

CLAUDIO DANTAS SEQUEIRA
da Folha de S.Paulo

O italiano Alberto Torregiani, 45, é uma das vítimas do PAC (Proletários Armados pelo Comunismo). Em 16 de fevereiro de 1979, ele presenciou o assassinato do pai, o ourives Pierluigi, na calçada da joalheria da família, em Milão.

Alberto também foi atingido por um tiro e ficou hemiplégico. Em entrevista à Folha, por telefone, ele criticou a concessão de refúgio a Cesare Battisti. “Battisti é assassino comum, não criminoso político.”

FOLHA - Seu pai foi morto numa ação do PAC atribuída a Battisti?
ALBERTO TORREGIANI - Sim. Íamos abrir a joalheria naquela manhã. Mas antes, alguém o chamou pelo nome e, quando ele se virou, a pessoa começou a atirar. Também fui ferido. Chamamos a ambulância, mas quando chegou ele já estava morto.

FOLHA - Battisti participou?
TORREGIANI - Desse crime não. Mas, segundo um de seus ex-companheiros, foi o mandante. Nesse dia, participou de outro assassinato.

FOLHA - Pierluigi tinha alguma militância política?
TORREGIANI - Não. Meu pai não tinha nada a ver com política. Era um comerciante. Acho que foi morto por vingança. Um mês antes, reagiu a um roubo e um membro do grupo do Battisti foi morto.

FOLHA - Qual sua opinião sobre o refúgio concedido pelo Brasil?
TORREGIANI - É um absurdo. Battisti disse que corre risco de vida na Itália, mas isso não é verdade. Ocorre que, se ele voltar, terá de pagar pelos crimes que cometeu.

FOLHA - Você acha que ele é um terrorista, um criminoso político?
TORREGIANI - Ele não é um criminoso político. Foi classificado como terrorista, por ter sido condenado pelos roubos e assassinatos. Sustentam que fazia isso pelo comunismo. Para mim, ele era um criminoso comum.

FOLHA - O PAC era conhecido como grupo político?
TORREGIANI - Nunca tinha ouvido falar. Depois soubemos que era um grupo armado que defendia o comunismo.

Anônimo disse...

Boto fé de dar asilo pra perseguidos políticos. Queria era saber o tipo de comunista que ele é, ou era. SObre a ligação dessa história todo, o Batisti é do eurocomunismo, uma linha que fez parte da formação política do Tarso. É tipo filhinho ajudando o vovô.
E sobre a judaiada, quem nunca leu Jabotisnky não sabe nada de nada. Tá tudo lá.

Les Paul

Jaquelina disse...

Em carta, ex-presidente italiano admitiu perseguição política a Cesare Battisti

http://ultimainstancia.uol.com.br/noticia/61156.shtml

Nelson Antônio Fazenda disse...

Meu caro Feil. Conheço pouco ou quase nada da história do Battisti. Por isso, a princípio, não teria como opinar sobre a decisão do ministro Genro.
Porém, creio que o Tarso não se arriscaria tanto assim, a "levar tanto pau", caso não tivesse uma grande dose de razão para tomar a decisão que tomou.
Em tempo. Pelo que consta, o Sr Berlusconi não enviou nota de protesto também ao governo de Israel em virtude dos bombardeios e o assassinato em massa de mais de 1.200 pessoas nos últimos dias.
Assim, podemos ter uma idéia do quanto tem de credibilidade esse governo italiano em seu protesto contra o governo brasileiro.

panoramix disse...

Questão complicadíssima. É importante separar a questão policial/jurídica da politica. Berlusconi não irá durar pra sempre e é bom lembrar que a Italia sempre foi um país amigo. O governo brasileiro deve aprofundar mais a análise do assunto!

Anônimo disse...

O Berlusconi foi eletio democráticamente. Depois perdeu as eleições e saiu democraticamente do governo. Voltou ao governo eleito pelo povo italiano.

Isso não caracteriza um fascista.

Puxa! Ter que defender o Berlusconi é "dose prá mamut". Mas ler esse monte de asneiras para defender um assassino...

Flics

ricardo disse...

Sr. FEIL!! Totalmente correto sua posição !! Êle iria cair nas mãoes dos mafiosos que governanm a Itália!! Aliás a Itália condenou a matança em GAZA?? Sarcozy sabe da fama da máfia que governa êsse País !! VERGONHOSO !!

Maria José Speglich disse...

Mas....ele não matou 4 pessoas?????

Não deveria sert perseguido e preso???

Anônimo disse...

Gostaria de saber qual foi o crime cometido pelos atletas cubanos que foram imediatamente deportados. Seria o caso de Fernandinho Beira Mar pedir asilo político na Itália?

Anônimo disse...

nao importa se matou 1 ou 10, pois é um assassino e basta!!!! cadeia nele

Anônimo disse...

Em primeiro lugar, o governo italiano naum eh fascista;pois, se fosse, seria um governo somente para a vida inteira ( e isso naum eh para defender a Berlusconi porque naum eh a minha linha politica).
O Cesare Battisti, foi condenado por um governo de "esquerda" jah que ele diz que eh de "esquerda". O seu partido (que ele diz ser seu) que se chama "Brigate rosse" eh um partido de terroristas que fazem coisas ilicitas para manter o partido destes.. por ex: roubos, sequestros, etc.. portanto, naum podem ser chamados de partido politico.
Se se dah asilo politico a Cesar Batista, seria como legalizar um asilo politico a Osama Bin Laden; pois, saum da mesma "linhagem de pensamento".. ou seria como Fernandinho Beira Mar pedir asilo politico na Italia. (naum tem cabimento).
Depois, falando tambem em testemunhas, temos o caso de um Garoto que sofreu um atentado, levando um tiro na coluna dorsal, com apenas 15 anos de idade, ficando em uma cadeira de rodas para o resto da vida; pois este viu o pai sendo executado e pos-se davante a este, naum podendo mudar o triste fim que tivera seu pai..
Estas saum apenas algumas das obras do "Grande" Cesare Battisti... agora, deixo aos caros leitores o compito de descobrir outras coisas sobre este Monstro chamado Cesare Battisti.
Aqui, quem vos escreve eh um Italiano que nos anos 70 jah existia..

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo