Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008


Anúncio imbecil – a volta

Anúncio imbecil e atrasado é concebido por publicitários imbecis e atrasados. Encomendado e aprovado por instituições imbecis e atrasadas. Na contramão da história. Na hora que o mundo todo revisa o caso do automóvel, que montou uma civilização plástica a seus desejos e vontades. Um fetiche-feitiço completo, que compromete cada vez mais a vida no planeta!

Pois, o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) – o banco estatal guasca – para divulgar o seu consórcio de veículos automotores que consomem combustível fóssil, mandou criar essa peça publicitária aí.

Vai para o Museu do Febeapá (festival de besteiras que assolam o país, originalmente concebido pelo Stanislaw Ponte Preta).

Quem dirige o Banrisul é a cupinchada da governadora Yeda e o presidente é um tecnocrata-sacastrapo do provecto senador (pleonasmo) Pedro Simon, cujo nome nem sei ao certo... e também não interessa!

Enquanto isso, as prefeituras de Paris e de Londres estimulam o uso intensivo da bicicleta nos seus perímetros urbanos, seja gravando com pedágios caros a circulação de veículos em certas áreas (como em Paris), seja estreitando as ruas centrais para dificultar a circulação de automóveis e privilegiar o das bicicletas (como em Londres).

Certamente os londrinos e os parisienses são bem atrasadinhos, mesmo! Imaginem usar um veículo anacrônico como a bicicleta, em pleno século 21!

...........

O post acima foi publicado aqui no DG no dia 9 de outubro passado. Quatro meses depois o apelo publicitário, sob a forma de banner, continua exposto em agência do Banrisul (a foto acima é de dias atrás), apesar de a direção do banco ter distribuído nota pública, ainda em outubro, retratando-se do fato de fazer publicidade sob valores tão atrasados, ou seja, exaltar o uso do automóvel em detrimento da saudável bicicleta.

Mais no blog bicicletada poa

5 comentários:

Guillermo disse...

Cristóvão,

Você acredita ser possível viabilizar uma política (no mínimo) semelhante à implantada pela prefeitura de Paris para o uso de bicicletas HOJE? Quantas pessoas você vê na cidade utilizando este meio de transporte para se locomover e não apenas como esporte de fim de semana?

O sistema de transporte público está tão atrasado que hoje está inviabilizado. Provavelmente os cartões para usuários comuns somente ficarão prontos às vésperas das Eleições a fim de serem usados com fins eleitoreiros.

DÁ-LHE GRÊMIO!!!

p.s.: obviamente as perguntas são retóricas e portanto não necessitam de resposta.

ninki disse...

OLá Cristovão,

não conhecia o teu blog, valeu pela visita, pelo link, e pela (re) redivulgação do texto. Um absurdo isso! Mas não podemos mesmo esperar coisa melhor de governantes como os nossos...
aproveitando para responder as perguntas retóricas do leitor que me antecede,com uma pesquisa, dos donos de fabricas de bicicleta.

Veja a segmentação do mercado segundo a Abraciclo
SEGMENTAÇÃO DO MERCADO

TIPO

PARTICIPAÇÃO

TRANSPORTE

53%
INFANTIL

29%
LAZER

17%
ESPORTE

1%









http://www.abraciclo.com.br/frotabic.html

apenas para refletir sobre o verdadeiro uso da bicicleta no Brasil.

abraços, ninki

Eduardo disse...

Acredito que as bicicletas seriam muito mais usadas em POA se houvessem ciclovias e se houvessem estacionamentos proprios para elas. Afinal, POA é pequena e garanto que a maior parte dos deslocamentos poderiam sim ser efetuados de bicicleta. Quanto ao anúncio do Banrisul.... lamentável.

Aqui tem uma imagem melhor do banner pra quem não viu:
http://apocalipsemotorizado.files.wordpress.com/2007/10/banrisul.jpg

Carlos Eduardo da Maia disse...

Esse é um dos anúncios publicitários mais imbecis que já testemunhei. E concordo com o Eduardo, POA precisa de mais ciclovias. E a única que tem só é utilizada nos fins de semanas e feriados.

Anônimo disse...

A agência responsável pelas propagandas do Banrisul é a Dez Propaganda.

O mais ridículo da peça é toda a família "desejando" um automóvel. Até as crianças.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo