Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 8 de janeiro de 2008


Deus existe, meu filho?

Se existe, não é socialista. Concentrou todas as virtudes em poucas pessoas. Uma delas foi na cantora e compositora Alela Diane (foto), em prejuízo de dona Yedinha, por exemplo, coitada, com aquelas idéias curtas e pés grandes. Uma tragédia, meu filho!

Mas deixa pra lá o drama existencial e escuta a doce Alela aqui. Pode escutar também aqui e em Amsterdan, aqui. Formalmente, ela lembra muito a grande Joan Baez, com aquele acento folk e a modulação em falsete na voz.

Confere, e depois me conta, meu filho.

7 comentários:

Ju disse...

Que mimo! Que delícia!

Bob disse...

Já tinha ouvido, saiu a dica no blog do zeca camargo. Lá também tem a dica de Federico Aubele, argentino, já ouviu? é ótimo, procura no last.fm

Anônimo disse...

Bala!

tavares disse...

ai!!! jisus !!!

Anônimo disse...

Linda a guria, toca e canta bem.
Enfim, um encanto para amenizar um pouco nossa vida.

Anônimo disse...

caro gauche,
seu sonar continua bem calibrado. A mocinha é boa mesm! Boa essa de acento folk e falsete bem modulado na voz. Parece Joan Baez, de fato, principalmente na segunda parte dessa última aí que vc indicou,
abraço,
zeca

Anônimo disse...

Obrigado pela indicação - não conhecia nem a guria nem a música. Talentosa!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo