Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008


Sarney é power

Deu na coluna da jornalista Sonia Racy, no Estadão, de hoje.

José Sarney emplacou a nomeação de Édison Lobão como ministro de Minas e Energia. Vamos lembrar o poder da família Sarney, no Maranhão.
Para nascer, a Maternidade Marly Sarney.

Para morar, escolha a vila Sarney. Ou então a Sarney Filho ou a Kiola Sarney;

Para estudar, as escolas Sarney Neto, Roseana Sarney, Fernando Sarney, Marly Sarney ou José Sarney.

Para pesquisar, vá até a Biblioteca José Sarney;

Para se informar, leia O Estado do Maranhão, veja a TV Mirante ou ouça a Mirante AM ou FM, todos da família;

Para saber sobre as contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Sarney.

Não gostou de nada disso e quer reclamar? Vá ao Fórum José Sarney...

8 comentários:

Eduardo Martinez disse...

... e se quiser ser imortal, vá para a Academia Sarnenta de Letras da Família; mas se não tiver escrito nada que o credencie, publique um amontoado de coias e dê um título como "marimbandos de labaredas"...

Anônimo disse...

Muito bom Martinez!

Anônimo disse...

Mais ou menos o que acontece na Bahia, onde tudo tem o nome Luiz Eduardo Magalhães ou Antonio Carlos Magalhães.
armando

Anônimo disse...

Jânio de Freitas, na Folha de hoje:

"Parece esquecida, nos perfis de Lobão publicados nos últimos dias, a sua carreira jornalística. É verdade que, em termos propriamente jornalísticos, não foi menos destalentoso do que em sua carreira na Câmara e no Senado, onde o máximo que demonstrou foi a persistência de permanecer, já por umas duas décadas, entre os mais inúteis. Na imprensa, porém, útil Edison Lobão foi. Como "repórter e cronista político" do "Diário de Brasília", prestou serviços diários aos chefões da ditadura. Seus textos eram como recados saídos do Planalto, de serviços militares ou de informações, e armações de políticos governistas contra opositores. Seu ar soturno caia-lhe muito bem. E assim também quando deu continuidade em lugar mais apropriado -o partido da ditadura, a Arena- ao papel que escolhera na vida."

armando

alexandre disse...

hahahahah!bem vindos á sarneylândia!!

Anônimo disse...

É sarnalêndia...

Anônimo disse...

Tá bom: o Sarney é poderoso e contra o poder dele não há quem possa. O Lula, coitadinho, não tem poder algum e o Lobão foi uma imposição que o nosso coitadinho teve que aceitar. A historinha fica legal assim, né?

Orson disse...

Aquele buço do ex-presidente é uma coisa inacreditável. Tá ali, parado, como se fosse a cereja no bolo. Não tem como notar. Parece que o "homi" engoliu um curió e deixou as asas de fora. Só isto que me vem na cabeça, para falar sobre esta excrecência.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo