Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Nosso jornalismo investigativo trabalha febrilmente para nos informar


Aguardemos as copiosas reportagens sobre os “capangas do Mato Grosso”

Tenho absoluta certeza, o nosso bravo e destemido jornalismo investigativo da imprensa oligárquica brasileira já está a campo para verificar se de fato o ministro Gilmar Mendes tem mesmo capangas no Mato Grosso.

Afinal, a denúncia partiu de um também ministro do STF, o senhor Joaquim Barbosa.

Sei que a nossa imprensa brasileira é rápida no gatilho, amanhã mesmo os jornais, rádios e tevês estarão nos informando sobre tudo isso, com detalhes em rococó. Sente-se uma excitação no ar.

Mal posso esperar.

18 comentários:

Jaquelina disse...

Exercício de ativismo:

Hoje pela manhã eram 17322 assinaturas na Petição: Exigimos a saída de GILMAR MENDES do STF, agora (20 horas) são 17405 assinaturas.

Para assinar Petição: http://www.petitiononline.com/w267x65/petition.html

Ruy disse...

E as provas?

Quem acusa tem que provar. Ou vai ser igual às denúcias dos "mulambentos" do Ruas e Luciana Genro?

guascarov disse...

Ruyzinho espera um pouquinho mais! Teus desejos serão plenamente atendidos! Os peões estão postados, as peças menores estão engatilhadas, a dama prepara seu movimento e as torres irão patrolar. Xadrez é assim mesmo, lento, mas o xeque mate é impiedoso! Compreendo tua impaciência mas o jogo segue desta forma! Calma que teu rei (ou seria rainha?) está com os dias contados!

Suzie disse...

Seis destes Ministros trabalham para o Gilmar em sua Empresa.
Querem o quê?
Existe no Supremo o "baixo clero"?
Com certeza!

Anônimo disse...

Por que o bom e velho abaixo-asinado virou "petição"?

Anônimo disse...

A-SS-inado, por supuesto...

Carlos Eduardo da Maia disse...

Nessa discussão envolvendo os ministros do STF, Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes eu fico com o Mendes. Eles estavam discutindo o provimento de um recurso pelo STF que determinou que os notários deveriam ter direito à aposentadoria do serviço público. Joaquim Barbosa -- aquele mesmo que indiciou os 40 do mensalão -- ficou irritado com a decisão e reclamou de Mendes. A discussão inicial girava em torno do processo em julgamento e foi Joaquim Barbosa que resolveu disparar a metralhadora para outros cantos, dizendo que Gilmar Mendes não ouvia a voz das ruas. É claro, é óbvio e evidente que a prisão de um banqueiro como Daniel Dantas conta com o apoio da voz das ruas. Mas o Juiz não tem que ter ouvido apenas para a voz das ruas, ele tem que estar atento com os documentos, os dados, os fatos que estão no processo. É assim que funciona a Justiça em toda a parte do mundo. O argumento da voz das ruas impulsionaram os processos da fase do terror da revolução francesa. Importante lembrar que a decisão de Gilmar Mendes sobre Dantas foi, mais tarde, apreciada pelo plenário do STF e Dantas obteve os votos da grande maioria dos Ministros. Não houve, em relação ao caso Dantas, nenhuma decisão isolada do Gilmar Mendes. Todas as decisões monocráticas foram confirmadas depois pelo plenário. Não estou aqui para defender Gilmar Mendes, mas nessa briga envolvendo o Ministro Barbosa não posso deixar de reconhecer que Mendes tem razão. E mais, roupa suja se lava em casa. E fatos, meus caros, muitas vezes são criados de acordo com certos interesses. E a eleição do ano que vem está ai.

Anônimo disse...

"Importante lembrar que a decisão de Gilmar Mendes sobre Dantas foi, mais tarde, apreciada pelo plenário do STF e Dantas obteve os votos da grande maioria dos Ministros. Não houve, em relação ao caso Dantas, nenhuma decisão isolada do Gilmar Mendes. Todas as decisões monocráticas foram confirmadas depois pelo plenário."

"Seis destes Ministros trabalham para o Gilmar em sua Empresa.
Querem o quê?"

--- Precisa de comentário, ou o bosta do Maia só é ingênuo e/ou desinformado quando quer?

Carlos disse...

O Min. Gilmar Mendes vai à mídia e a mídia vem a ele todas as vezes que a Constituição é desrespeitada, tanto pelo Executivo quanto pelo Legislativo. Se dá a impressão de que ele vai muito é pq transgridem muito e ele tem, como presidente do STF, que colocar a turma nos trilhos. E faz isso com mãos de ferro, pois o Estado de Direito tem que ser respeitado, senão esse país que já é chegado a uma bagunça fica à mercê de oportunistas que cospem nas leis. Indepedente de qualquer coisa pessoal que possa denigrir Gilmar Mendes, eu o parabenizo por esfregar a Constituição na cara de quem merece.

Anônimo disse...

O Gilmar Mendes tem capangas até por aqui. Era lógico que ia surgir um maia da vida para defender o reacionário.

Mas na verdade este Gilmar Mendes não é Juiz nem no Mato Grosso, onde pode tudo. É um mero agitador político da direita mais rastaqüera possível. É um representante da mais arcaica oligarquia deste pais. É um cara que usa da instuição e do cargo que ocupa, por nomeação do mago da privataria, para impôr o seu projeto e posições políticas para a sociedade como um todo. Com isso só desqualifica a justiça, tanto quanto a venda de sentenças.

Parabéns a coragem e discernimento do Brilhante Juiz Barbosa. Alguém tinha de dar uma parada no empresário que vive nas custas de verbas públicas.

FORA GILMAR MENDES.

Por um judiciário justo acima de tudo, e para TODOS.

Claudio Dode

Noiram disse...

Gilmar Mendes é um dos sócios e leciona no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).
Dos 12 ministros do STF, 6 deles lecionam lá, além do Ministro da Defesa. FHC já deu palestra lá.

São eles:

Antônio Cezar Peluso
Carlos Alberto Menezes Direito
Carlos Ayres Britto
Cármen Lúcia Antunes Rocha
Eros Grau
Marco Aurélio Mendes de Faria Mello

Isso que chamo de panelinha.
É claro que estes sempre vão seguir as orientações do chefe.

Anônimo disse...

"O Min. Gilmar Mendes vai à mídia e a mídia vem a ele todas as vezes que a Constituição é desrespeitada": só faltou esse outro "carlos" (com minúscula mesmo)--- e pelo jeito um grande jurista --- apontar pelo menos UMA vez em que a Constituição tenha sido desrespeitada e tenha sido "salva" pelo juiz-coronel...

Anônimo disse...

O Estadão, o folhetim do agronegócio que o Gilmar Mendes defende com toda a ferocidade registrada, fez uma enquete sobre quem tinha razão Elle ou o Juiz Joaquim Barbosa, eis o resultado:

Gilmar Mendes - 214 votos - 6%

Joaquim Barbosa - 2942 votos - 87%

Os dois - 23 votos - 1%

Nenhum dos dois - 216 votos - 6%

FORA GILMAR MENDES.

Claudio Dode

Anônimo disse...

Mas não é, Claudio, ocorre que o povo é burro, quem entende tudo é o Maia e os outros 6% que percebem o quanto o Mendes é respeitador da Constituição e do estado de direito.
Até acho que a compreensão pública a respeito de temas importantes muitas vezes é tacanha, e isso acontece até em países com alto nível de educação e aceeso à informação de qualidade. Mas não tem uma só pessoa minimamente decente nesse país que não tenha ficado revoltada com a presteza com que Dantas foi protegido contra as leis. E eu ainda tô esperando as provas de que ele foi vítima de escuta não autorizadas.

Filipe

Richaffe disse...

Nesta história não existem santos. O Barbosa se sabia dos rolos, deveria ter colocado pra fora a muito tempo. Será que as escutas no gabinete do ministro foram a toa?

Armando disse...

Feil, espere sentado para não se cansar. Apresentarão, sim, "evidências" de que JB não é um doutrinador, de que isso e aquilo, claro sem ofendículos ao supremo GM.

Armando disse...

Caro e preclaro Carlos "certa esquerda" Maia, de uma vez por todas eduque seus ouvidos, independentemente de ideologias:

quem provocou foi GM, ao dizer ao JB que ele julgava de acordo "com classe", que traduzindo quer dizer que não leva em conta as provas e evidências, o que para um magistrado decente, é pior que ofender a mãe. Daí JB simplesmente reagiu depois do eterno "V.Exa. não dá lições, etc. e tal".

Entendeu ou quer que desenhe com lápis colorido?

Verinha disse...

*Escutas? De que escutas me falas, colega, se o próprio GM disse que as tais escutas "poderiam não ter acontecido"?!
*O ministro J. Barbosa desconhecia os dados do processo por ter faltado às sessões, não por não concordar.


*"IDP - Instituto Brasiliense de Direito Público, que é de propriedade do Ministro Gilmar Mendes?
Entre os professores desse instituto estão os senhores Eros Roberto Grau, Marco Aurélio Mendes de Faria Mello, Carlos Ayres Britto, Carlos Alberto Menezes Direito e a senhora Cármen Lúcia Antunes Rocha (cinco Ministros do Supremo). Ou seja, alguns dos Ministros do Supremo também são funcionários, empregados, prestadores de serviço ou contratados, seja lá como possa ser definida legalmente, a relação deles com o IDP do Presidente do Supremo. Também está na relação o Ministro Nelson Jobim."
PS: Cezar Peluso também está nesta lista, aí.

A lista dos professores do IDP está aqui :
http://www.idp.edu.br/web/idp/content/index/id/71

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo