Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quinta-feira, 23 de abril de 2009

As veias abertas – aqui na íntegra


Leia, releia, incentive a leitura

Dias atrás o presidente Hugo Chávez deu um mimo ao presidente Barack Obama. A obra “As veias abertas da América Latina”, editado na década de 70, e um clássico da literatura política de denúncia das mazelas do então chamado Terceiro Mundo. Hoje, essa expressão está em desuso, porque o Terceiro Mundo penetrou Nova York, em Londres, em Paris e Tóquio, ao mesmo tempo que temos Primeiro Mundo em Santiago, Rio de Janeiro, Joannesburgo ou Lima.

O livro de Galeano começa assim:

Há dois lados na divisão internacional do trabalho: um em que alguns países especializam-se em ganhar, e outro em que se especializaram em perder. Nossa comarca do mundo, que hoje chamamos de América Latina, foi precoce: especializou-se em perder desde os remotos tempos em que os europeus do Renascimento se abalançaram pelo mar e fincaram os dentes em sua garganta. Passaram os séculos, e a América Latina aperfeiçoou suas funções. Este já não é o reino das maravilhas, onde a realidade derrotava a fábula e a imaginação era humilhada pelos troféus das conquistas, as jazidas de ouro e as montanhas de prata. Mas a região continua trabalhando como um serviçal. [...]

Um texto excelente do grande escritor Eduardo Galeano, outro uruguaio genial.

Capture, leia, releia, guarde e divulgue as 201 páginas da obra de Eduardo Galeano, aqui na íntegra (em pdf).

12 comentários:

oultimoromance disse...

Eu tenho o original. Infelizmente o livro parou nos anos 70, quando foi escrito. Mas é fantástico. Uma respectiva histórica da exploração.

Anônimo disse...

o link correto é:

http://copyfight.noblogs.org/post/2008/12/13/galeano-eduardo.-veias-abertas-da-am-rica-latina

Haroldo

Ernando Logo disse...

O Obama falou e eu traduzo para o portugues:

"Obrigado seu Chaves de merda!
Já me presentearam com o rascunho da Biblia, mas não tive tempo para ler.A história da criação do mundo me parece ser de reflexão. Os rascunhos são escritos por muitas pessoas, em locais diferentes, e a mensagem é sempre igual.
Vou deixar este exemplar em meu sanitário do salão de festas. Posso necessitar de papel extra para, em caso de , diarréia e vômito ao mesmo tempo.

Obrigado Chaves!

Carlos Eduardo da Maia disse...

Veias Abertas da América Latina do Galeano foi meu livro de cabeceira no início da década de 80. Eu achava e acreditava que a culpa de todas mazelas da América Latina era dos europeus, dos americanos e da elite. E não havia concausas. A causa era essa e ponto final. E eu saia nas ruas tentando doutrinar os trabalhadores do Brasil, com panfletos do Raul Pont, dizendo: Nós somos pobres e miseráveis porque somos explorados pelos capitalistas, pela mídia, pelos banqueiros e pelas multinacionais. E acreditava também que a história da humanidade já estava determinada. Mais cedo ou mais tarde, o socialismo, a salvação de tudo e de todos, iria vencer e o mundo, finalmente, iria mudar. Eu fazia parte da grife Guevara. De fato, o mundo mudou, as pessoas mudaram, a ideologia mudou, a filosofia mudou, a história mudou, tudo mudou. O que não mudou -- e são esses os verdadeiros conservadores -- foi a cabeça do Galeano que ainda acredita que a América Latina é miserável por culpa exclusiva da exploração dos exploradores, das multinacionais, da grande mídia. E tem gente que acredita nessa velha história. E o pior, tem gente que faz da sua vida um ritual de doutrinação em torno dessa mesma e velha história.

cabral disse...

Maia, já foste visitar os museus da Europa?

Na Espanha, Portugal, Inglaterra, etc.

Quase tudo que lá está é fruto de rapinagem, saque, sequestro, roubo, extorsão. Até as madeiras que forram as paredes, as mesas, as bibliotecas tudo feito de mogno, pau-brasil, jacarandá, pau-ferro tudo é da AL. Pra não falar do ouro, prata, pedrarias. Tudo.
Vai contar suas lorotas pra outro lado, seu anta. Aqui nesta freguesia vc não acha o que procura.

Anônimo disse...

O "Maia" nem percebe, mas admite que desde sempre foi idiota e tosco, mesmo quando era "de esquerda"... rsss

Anônimo disse...

Sempre é bom ter Eduardo Galeano por perto!
Para cada vez mais sentir-se um cidadão latino-americano, fruto de lutas e resistências a interesses poderosos, mas que tem consciência política e social.
O ouro, a prata, as madeiras, a indústria e o setor terciário eles levaram. A consciência, não.

Ricardo M.

Anônimo disse...

O Pior de tudo é que o Maia acredita na Yeda, no Busatto, No Mendes no Culau e o escambau.

Tem de ganhar muuuuito para passar por tamanho idiota.

Anônimo disse...

É verdade, deve ser um bom negócio esse do "Maia"... rs

Bento Dois Mil e Nove disse...

Gostei da tradução do Ernando Logo,

foi isto que o Obama disse para o "chaves, el cagón".

Cristina Zubaran disse...

O Maia tá ficando muito CHATO.Não consegue nem mais provocar...

André F. disse...

Cristóvão:O Obama confunde o Chaves c/ o chapolim colorado... GRANDE TEXTO! ( ...pô, Eduardo da Meia,tú deve achar a Ana AMELIA Lemos uma tremenda gata!...)

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo