Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Globo-Folha: a voz do crime no Brasil



Criminoso condenado é o herói da mídia golpista

Pela primeira vez, os golpistas midiáticos associaram diretamente o nome de Dilma Rousseff a um suposto delito.

O golpe veio em "cadeia nacional", pelo JN, da boca de um criminoso comum, julgado e condenado.

Era receptador de cargas roubadas e lidava com dinheiro falsificado.

Já passou dez meses atrás das grades.

Admite que no passado foi filiado ao PSDB.

Esse bandido virou celebridade na Folha de S. Paulo, que exibe dele uma foto posada, produzida por Letícia Moreira num chiaroscuro ao estilo Van der Goes (foto acima).

No quadro de 19 cm x 24 cm, o ladrão cafajeste virou galã.

No horário jornalístico nobre da TV, foi tratado como demiurgo.

Ganhou cerca de um minuto para desfiar acusações confusas contra Erenice e Dilma.

Ou seja, Folha e Globo se transformaram em canal de locução do crime.

Mesmo assim, provavelmente não serão processados.

Nenhum policial, procurador ou magistrado se levantou, até agora, para questionar a conversão de veículos de comunicação em armas de destruição moral.

O cidadão tampouco pode contar com o Governo Federal e com o PT, sempre tímidos e incapazes de agir contra as gangues midiáticas e seus novos atores, agora recrutados no sistema carcerário.

O episódio da demissão de Erenice Guerra constituiu-se em grave erro estratégico.

Tolerar o avanço da bandidagem midiática pode ser trágico, mesmo que se vença a eleição.

Ou destruímos o golpismo midiático ou o golpismo midiático vai destruir o Brasil.

Artigo do jornalista Mauro Carrara

18 comentários:

jomarlov disse...

Nojo, nojo, nojo.


Em momentos assim, sente-se vergonha de viver tempos assim.

Que elite, que egoísmo, que insensibilidade.

Anônimo disse...

Falou tudo, o pior é que esse jornalista está certíssimo!!!

Remindo disse...

Diálogo entre o diretor de redação da Folha de São Paulo e a diretora do Datafolha:

–Assim não dá, a Folha enterra o PT e o Datafolha levanta. Música de suspense, gritos e choros no fundo.

Anônimo disse...

Ninguém entende o Bolsa Família.
Família Lula x Lulinha
Família Erenice x Filhinhos
Será que não compreendem que os meninos eram carentes e precisavam de um apoio do Governo para se manter (ricos)?
Aquela Casa Civil realmente é a verdadeira Casa da Mãe Joana. Não resta dúvida.

zé bronquinha disse...

O petismo domesticado não abre guerra contra as Gangues midiáticas pois em seus vernáculos de poder burguês consta as balelas dos princípios republicanos, democracia enquanto valor universal e outras lorotas do gênero, que faz com que gente que já foi de esquerda e socialista ouça e leia a zombaria geral de uma direita que só não aceita este PT "civilizado" por puro preconceito, haja vista banqueiros, latifundiários e grandes construtoras estarem lucrando como nunca em seus negócios.

Anônimo disse...

Sempre é um bandido que denuncia as falcatruas.
Quem denunciou o mensalão?
Quem denunciou o esquema do marketing do Banrisul?
Quem denunciou o DETRAN?
Sempre é alguém do meio que se sentiu prejudicado.
Isso não interessa. O que interessa é que essa roubalheira tem que acabar.

Armando disse...

Lamentável que Serra Rubnei apele dessa maneira, mas lamentável também que o PT e o governo não usem sua popularidade para por limites à mídia safada e, agora, parceira de criminosos.

armando do prado

alex disse...

ATENÇÃO CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRANSPORTES:

Mídia dá voz a um Interceptador de Cargas

Tá liberado o Roubo de Cargas no Brasil.

O Chefão eleito pela Folha e a Globo é o novo ídolo do crime

Tá liberado "oficialmente pela mídia" o roubo de Cargas no Brasil.

CNT: qual a posição de vcs diante desta barbárie?

Anônimo disse...

Assino embaixo.

Anônimo disse...

Esse debate será inevitável.

Ruy disse...

Se aplicarem a constituição nos criminosos da esquerda vamos ter que criar o programa Presídio para Todos.

Carlos Eduardo da Maia disse...

Esse senhor pode ter sido criminoso, picareta, mas foi assessorado pelo filho lobista (esse fato incontestável por si só é absolutamente grave) da Ministra Erenice e se encontrou com ela. Os e-mails demonstram isso. Esse senhor é apenas uma pequena peça de um quebra cabeças que estão a indicar que a Casa Civil Dilma era mesmo um balcão de negócios. Aliás, como também era no governo tucano. A política no Brasil continua cheia de hipocrisias.

ALEX disse...

OS JORNALISTAS TUCANOS
Marcos Coimbra - Carta Capital

17 de setembro de 2010 às 10:58h

Quando, no futuro, for escrita a crônica das eleições de 2010, procurando entender o desfecho que hoje parece mais provável, um capítulo terá de ser dedicado ao papel que nelas tiveram os jornalistas tucanos.

Foram muitas as causas que concorreram para provocar o resultado destas eleições. Algumas são internas aos partidos oposicionistas, suas lideranças, seu estilo de fazer política. É bem possível que se saíssem melhor se tivessem se renovado, mudado de comportamento. Se tivessem permitido que novos quadros assumissem o lugar dos antigos.

Por motivos difíceis de entender, as oposições aceitaram que sua velha elite determinasse o caminho que seguiriam na sucessão de Lula. Ao fazê-lo, concordaram em continuar com a cara que tinham em 2002, mostrando-se ao País como algo que permanecera no mesmo lugar, enquanto tudo mudara. A sociedade era outra, a economia tinha ficado diferente, o mundo estava modificado. Lula e o PT haviam se transformado. Só o que se mantinha intocada era a oposição brasileira: as mesmas pessoas, o mesmo discurso, o mesmo ar perplexo de quem não entende por que não está no poder.

Em nenhum momento isso ficou tão claro quanto na opção de conceder a José Serra uma espécie de direito natural à candidatura presidencial (e todo o tempo do mundo para que confirmasse se a desejava). Depois, para que resolvesse quando começaria a fazer campanha. Não se discutiu o que era melhor para os partidos, seus militantes, as pessoas que concordam com eles na sociedade. Deram-lhe um cheque em branco e deixaram a decisão em suas mãos, tornando-a uma questão de foro íntimo: ser ou não ser (candidato)?

Mas, por mais que as oposições tivessem sido capazes de se renovar, por mais que houvessem conseguido se libertar de lideranças ultrapassadas, a principal causa do resultado que devemos ter é externa. Seu adversário se mostrou tão superior que lhes deu um passeio.

Olhando-a da perspectiva de hoje, a habilidade de Lula na montagem do quadro eleitoral de 2010 só pode ser admirada. Fez tudo certo de seu lado e conseguiu antecipar com competência o que seus oponentes fariam. Ele se parece com um personagem de histórias infantis: construiu uma armadilha e conduziu os ingênuos carneirinhos (que continuavam a se achar muito espertos) a cair nela.

Se tivesse feito, nos últimos anos, um governo apenas sofrível, sua destreza já seria suficiente para colocá-lo em vantagem. Com o respaldo de um governo quase unanimemente aprovado, com indicadores de performance muito superiores aos de seus antecessores, a chance de que fizesse sua sucessora sempre foi altíssima, ainda que as oposições viessem com o que tinham de melhor.

Entre os erros que elas cometeram e os acertos de Lula, muito se explica do que vamos ter em 3 de outubro. Mas há uma parte da explicação que merece destaque: o quanto os jornalistas tucanos contribuíram para que isso ocorresse.

Foram eles que mais estimularam a noção de que Serra era o verdadeiro nome das oposições para disputar com Dilma Rousseff. Não apenas os jornalistas profissionais, mas também os intelectuais que os jornais recrutam para dar mais “amplitude” às suas análises e cobertura.

Não há ninguém tão dependente da opinião do jornalista tucano quanto o político tucano. Parece que acorda de manhã ansioso para saber o que colunistas e comentaristas tucanos (ou que, simplesmente, não gostam de Lula e do governo) escreveram. Sabe-se lá o motivo, os tucanos da política acham que os tucanos da imprensa são ótimos analistas. São, provavelmente, os únicos que acham isso.

LEIAM ARTIGO COMPLETO:

http://www.cartacapital.com.br/politica/os-jornalistas-tucanos-por-marcos-coimbra

jose grisa disse...

Lula e o Petismo, estão pagando por terem se vergado frente aos monopólios de comunicação. Renovaram as concessões na calada da noite, ao invés de ter jogado a questão para a sociedade, pelos instrumentos de participação como plebiscito e etc. Os bloqueiros Lulistas estão na choradeira geral. A direita midiática tá praticando coerentemente o seu fascismo. Ao invés de chorar deveriam estar cobrando dos seus dirigentes sobre a covardia de não enfrentar as elites. Não tem problema vai ser censurado de novo. Depois Feil fica cobrando democracia dos outros.
Grisa

Anônimo disse...

Até aí eu entendo, eles estão lutando de qualquer forma para reconquistar o poder. O que não entendo é o Governo dar munição (dinheiro) pra eles fazerem o que fazem.
Você abre uma revista Veja e o que você mais vê é anúncio de duas páginas da Petrobrás, Caixa, BB, etc.
Na Globo é a mesma coisa, na Folha idem.
Dá pra explicar porque isso?

Anônimo disse...

Maia,

Balcão de negócio (periférico) é o blog do armazem! Seguindo os exemplos mercadológicos (ou mafiosos) da RBS, da Globo, da Folha, da Veja.

E acima de tudo o ódio aos pobres.

Nelson disse...

Feil. Eu tô prá dizer que nada há de surpreendente nisso tudo. Muito mais ainda virá.
O "Lulinha paz e amor" ficou aquém do que poderia e deveria ter feito. Mas, se desviou demais do que preceitua o fundamentalismo dos neoliberais. A bíblia ou o alcorão deles não admite o mais mínimo desvio. Por isso, para os neoliberais, o projeto de Lula não pode ter sequência, precisa ser derrubado.
Imagina se as pessoas passam a prestar atenção aos desvios lulistas, que passarão a ser desvios dilmistas, e começam a se dar conta de que as verdades neoliberais, repetidas à exaustão de uma forma tão avassaladora, não são assim tão verdadeiras quanto a propaganda midiática tenta convencê-las. Será o derradeiro fim dos neoliberais.

Anônimo disse...

Um laudo do detector de mentiras israelense diz que as declarações do meliante são falsas.

Ele antes das denuncias, mentiras, pelas conclusões do detector, esteve junto com o Serra.

O criminoso o Serra e o Maia são os maiores mentirosos que já vi.

Claudio Dode

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo