Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Bento Gonçalves andou pelo Palácio Piratini?


Inebriada pelas "façanhas", lendas e fantasias paranóicas que ouviu nas últimas semanas por ocasião dos festejos setembrinos de 1835/45, a governadora Yeda também se deu o direito de proferir os seus disparates, que para ela é tão natural quanto respirar. Em Zero Hora de hoje, Sua Excelência afirmou que Bento Gonçalves da Silva teria pisado no chão do seu gabinete do Palácio Piratini, sede do Poder Executivo sul-rio-grandense. A matéria do jornal dá como verdadeira a afirmação ignorante da governadora, mas deveria puxar um pequeno box com a constrangedora didática rebessiana "Para seu filho entender", e dizer que Bento morreu em 1847, e o Piratini começou a ser projetado e construído já no início do século 20.

De qualquer forma, nada mal para uma pessoa sabidamente bronca e refratária ao aprendizado. Mas e o quê dizer de um paisano que se intitula antropólogo, bichão das tradições sulinas, e tem o hábito de andar fantasiado como um Bento-Gonçalves-de-hospício, afirmar em um artigo recente (sábado passado, publicado em ZH) que o Tratado de Ponche Verde (março de 1845) não significou nem a "derrota" nem a "rendição" dos estancieiros farrapos?

16 comentários:

Gelso Job disse...

AHAHAHA
Sá faltava esta para os ANAIS (com duplo sentido e tudo) do NOVO JEITO guasca.

Omar disse...

hahaha
O espírito de Bento paira sobre Yeda.

Anônimo disse...

Fosse ela gaúcha, na essência, saberia que Bento Gonçãlves já havia morrido quando construíram o Palácio Piratini!

Anônimo disse...

Feil, a retórica anticomunista foi uma das retóricas mais insistentes da Zero Hora e todos os jornais do período quando apareceu estourou o golpe ditatorial. Essa retórica inicia de novo. Isso não valeria uma reflexão? São enormes setores com essa discursalhada, inclusive gente que vota na Dilma.

Cazé disse...

Bento Gonçalves nunca foi governador do RS. A véia pirou na batatinha.

Ary disse...

Duas respostas, ambas plausíveis: a) Sim, Bento Gonçalves andou pelo PP e jogou vôlei com a Yeda Casanova (Fortunatti segurava a rede); b) Quem esteve no Palácio Piratini foi o Wener Schunerman.

Ary

Anônimo disse...

Suncê num sabia não, mizifí? Ela recebe o ispritu do nhonhô Bento! Ela é o "cavalo" do ispritu dele. Tutufú! Saravá!

marcelo disse...

Que tal esse comercial da Oi hein?
Existe coisa mais patética?
http://www.youtube.com/watch?v=6UZ3IBtaD8Y

Anônimo disse...

Abilolada e ignorante. Essa é a patética chefete do governo mais CORRUPTO da história do rs. 3/out é dia de mandar essa sujeita e seus comparsas pra lata de lixo da história para todo o sempre.
tucanalhas, propineiros e filhotes do simon nunca mais!!!

Remindo disse...

O cara do comercial foi no Happy Hours da Yeda, tomou umas a mais com ela e viajou na maionese. O cara nem deve saber que esta guerra foi perdida.

César Bento disse...

Bento Gonçalves, provavelmente estava vestido com a sua pantalha.

César Bento disse...

Comletando. onche Verde não foi derrota, nem rendição, nem vitória. Muito antes pelo contrário.

Anônimo disse...

Feil, concordas comigo/

O Bento Gonçalves se vivo fosse seria o presidente da Farsul, não é?

Francisco Goulart disse...

Que nada. Seria presidente do MTG.

Anônimo disse...

Ninguém deu importância à notícia da saída do ex-chefe de gabinete da Yoda ontem, dia 21/09/2010, justamente quanto o cerco começa a fechar em torno da cúpula palaciana?
Será que agora a Yoda vai achar surreal explicar as maracutaias?

A notícia saiu apenas no correio (http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=199648) e diz que "A exoneração de Lied foi publicada ontem pelo Diário Oficial."

Luiz disse...

Caro Feil, Bento Gonçalves até tem a ver com o Palácio sim, pois também é conhecido na historia do RGS, refutado desse adjetivo pela maioria dos historiadores, como "Bento, o Herói Ladrão". Tal afirmação é defendida pelo escritor Tao Golin, gladiador ferrenho contra os Fagundes e Cia, crias da RBS e ditadores do chamado Tradinativismo RBSiano.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo