Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

E a Petrobras não quebrou...


Mais um fracasso do PIG!

Para quem presta a atenção no noticiário econômico e nos "especialistas" da mídia cabocla, esta há 90 dias vem torcendo pelo fracasso da capitalização da Petrobras. Os cadernos de economia do PIG estão coalhados de gente remunerada pelos chamados "mercados", essa entidade fantasmática e mercurial que habita algum lugar entre o solo pátrio e o Divino Celestial. Outro dia, escutei um desses fuinhas especialistas dizer no canal Globo News que os papéis da Petrobras não têm futuro porque agora "nós vivemos na busca por sustentabilidade e que a energia fóssil não tem lugar nesse mundo verde". Os caras viraram "verdes"! E continuou: "os vazamentos do Golfo do México vão impor preços de produção inadmissíveis para quem explora off shore e em águas profundas". Ou seja, a Petrobras é um caso perdido, o pré-sal é uma quimera, vamos abandonar essa sucata obsoleta e danosa ao planeta e entregar para as "sete irmãs" que - estes sim - saberão explorar petróleo e gás no Brasil, blablablablá...

Agora, vamos ler a notícia que interessa, e que contraria de forma antagônica a esses filhotes de Fernando Henrique com cobra d'água:

O Conselho de Administração da Petrobras estabeleceu na noite de ontem (23) que o preço das ações ordinárias da megaoferta pública que a estatal está fazendo para se capitalizar será de R$ 29,65, enquanto as ações preferenciais serão de R$ 26,30. Com a operação, a Petrobras arrecadou R$ 120,36 bilhões, a maior oferta de ações já registrada no mundo. A informação é da Agência Brasil.

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, participou da reunião por meio de uma teleconferência, já que estava em Nova York, nos Estados Unidos, onde a oferta de ações da estatal começa amanhã (24). Também nesta sexta-feira, as ações da Petrobras serão lançadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), na abertura do pregão, que contará com a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A oferta das ações da Petrobras na Bovespa começa na segunda-feira (27).

O processo de capitalização da Petrobras para a exploração de petróleo e gás natural nos blocos do pré-sal começou no último dia 13, com a reserva de ações para os atuais acionistas da companhia, incluindo os cotistas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), dos Fundos de Investimentos e os próprios empregados da estatal. O prazo para a reserva deste grupo terminou na quarta-feira passada (22).

No aviso feito ao mercado, no dia 3 de setembro, a Petrobras informou a oferta de 2,17 bilhões de novas ações ordinárias (com direito a voto) e de 1,58 bilhão de novas ações preferenciais (sem direito a voto).

Com o começo da mega oferta de ações, a Petrobras segue as regras da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que não permite que a empresa se pronuncie durante o processo que será concluído no próximo dia 30.

12 comentários:

Anônimo disse...

caro gauche,
Mercado além de não ser fantasmagórico, atende pelo prenome Walter e cuida de amor, trabajo y pedicciones. "Ligue já!" é o seu grito de guerra...
abraço
zeca

Carlos Eduardo da Maia disse...

Quando Dona Yeda Crusius resolveu capitalizar as ações do banco estatal dos gaúchos, o Banrisul, a patota do PT gritou, esperneou, fez alarde. Os blogs de esquerda, então, cairam em cima da governadora dos gaúchos, disseram que era um absurdo fazer essa tal capitalização. Oposição que é oposição protesta sem saber o porquê de protestar. Aqui no Rio Grande do Sul sempre foi assim. Tudo que Dona Yedinha resolveu fazer foi impiedosamente criticada. E a opinião pública, neste Brasil onde a grande mídia não é mais formadora de opinião, é vítima do discurso fácil da demagogia.
Agora o governo do nosso deus e pop presidente resolveu capitalizar as ações da Petrobrás. Foi um sucesso absoluto, estrondoso. Nunca antes na história mundial uma empresa capitalizou tanto como a estatal brasileira Petrobrás. Hoje Lula colocou o célebre macacão laranja e desfilou pelos corredores da Bovespa comemorando a grande façanha capitalista: "Nunca antes na história da humanidade tivemos um processo de capitalização da envergadura do que estamos fazendo aqui".

Bom, muito bom, que isso tenha ocorrido. O povo brasileiro tem de se aproximar mais da bolsa de valores. Assim funciona a sociedade americana. É importante que mais e mais brasileiros aplique suas rendas nas ações imobiliárias e a capitalização de ações da Petrobrás foi um ponto extremamente positivo do governo Lula.

Anônimo disse...

Tem algo estranho: o texto jornalístico em inglês fala de 140 bilhões de dólares, no entanto, a capitalização rendeu apenas 120 bilhões de reais. A diferença é muito grande. Mesmo que tenha sido a maior capitalização realizada no planeta, foi um fracasso, pois atendeu apenas a cerca de 50% do valor - em dólares - esperado.

Vince disse...

Caro da Maia, já venho acompanhando seus cometários neste e noutros blogs e sua opinião tem sempre sido democraticamente aceita (no sentido de ser publicada, não de concordancia com sua opinião). Apesar de que pela primeira vez vejo vc escrevendo sobre algo de positivo que nosso querido presidente Lula fez, tenho o dever de esclarecer alguns pontos, pois vejo que na realidade o seu protesto que é sem saber porque.

Primeiro: No RS o que a Yedinha, como carinhosamente vc se refere, a governadora do Estado, queria na realidade diminuir a participação do estado no banco abrindo parte do seu capital para os privados. Ou seja privatizando sem privatizar, se é que esse termo pode ser usado.

Segundo: já no caso da Petrobras o intuito é EXATAMENTE o contrário, ou seja a participação do Estado na empresa vai AUMENTAR de 36% para 50%, garantindo assim que o País tenha o controle sobre suas reservas naturais, e não deixando, como os neoliberais adoram, que o mercado se autoregule, pois esse método já foi COMPROVADAMETE FRACASSADO, vide crise mundial causada pela liberalidade americana (que vc tanto defende), que quase levou meio mundo à falência, menos os bancos claro que tinham as costas quentes.

Creio q o debate sempre enriquece, mas devemos ter argumentos válidos para tal.

Tupamaro disse...

Ora, por favor, o gajo Carlos Eduardo da Maia que tenha a santa paciência. Comparar o governo Lula com a da desvairada corrupta Yeda é dose!
E o Lula é pop mesmo, para o desespero da direita nazi-fascista brasileira. Obama disse que ele é o cara, ao contrário do Obama que não pode ser chamado de o cara, pois está fazendo o servicinho sujo para os wasp racistas estadunidenses. Aliás, o pessoal de Hollywood já captou o sentido da coisa, vejam o filme Ameaça Terrorista com o grande Samuel L. Jackson. Outro bom filme é Zona Verde com Matt Damon sobre a grande mentira das armas de destruição em massa do Saddam. McCarthy deve estar revolvendo-se no túmulo com estes "comunistas" da Hollywwod de hoje.
E o STF hem? Deu uma de Pôncio Pilatos, lavou as mãos quanto ao Ficha Suja. Também com a entidade midiática chamada Veja que investiga, instrui, processa, julga e condena, tudo ao mesmo tempo, o STF tornou-se obsoleto...

Anônimo disse...

É verdade.O governo do "apedeuta" preservou as empresas estatais que sobraram,as que não houve tempo para serem doadas,e eles tentaram, às british petroleum da vida ou as quadrilhas dos daniel dantas (gangster sócio, ou chefão da veronica serra)e colocou as ESTATAIS e o ESTADO BRASILEIRO a serviço do desenvolvimento.Por isso a crise capitalista de 2008 não passou de uma "marolinha" aqui no Brasil como previu o apedeuta e ao contrario do apregoavam a parte academica,culta,educada e esclarecida da nação.Por isso a candidata do "analfabeto" vai dar uma surra(apesar de toda essa campanha golpista)no candidato dos sabios e puros do país. O capitalismo salvo mais uma vez pela intervenção estatal,mais um estrondoso sucesso do "intervencionismo" e mais uma prova que empresas privadas são um entrave e não um caminho para o progresso e bem estar da humanidade.Vai chegar o momento em o capitalismo não podeá mais ser salvo e teremos que desligar os aparelhos. Ou se faz isso ou seremos levados à barbárie como na primeira metade do século XX com os sub produtos capitalistas como as grandes guerras e nazi-fascismo.

Anônimo disse...

Ainda bem a quadrilha do fhc não teve tempo de entregar a PETROBRÁS (ou era petrbrax?)né da maia? E dona yeda só não entregou o banrisul por que,segundo o busato, ele pertence ao senador parlapatão. Ou a ideologia dessa criatura que "governa" o rio grande do sul não defende a privatizãção até do ar que respiramos?

Anônimo disse...

Sugiro a leitura do exelente artigo no blog do Brizola Neto : Petrobrás: retomamos parte do que fhc entregou. http://www.tijolaco.com/27322

Armando disse...

E pensar que na Bovespa aqui em Sampa se batia o martelo para entregar o Brasil, pobre país traído. Agora, foi batio o martelo pelo futuro. Lula será alvo de estudos de cientistas sociais até o ano 3000. Muito hábil.

armando do prado

Carlos Eduardo da Maia disse...

Vince, o Banrisul é uma sociedade de economia mista. O Estado tem de ser necessariamente acionista controlador, nos termos do art. 116 da Lei das S.A. Ou seja ele tem a maioria dos votos nas deliberações das assembléias e o poder de eleger a maioria dos administradores da empresa. O que Yeda fez no Banrisul foi exatamente o que Lula fez na Petrobrás. E vamos reconhecer agora, os dois fizeram muito bem e merecem os nossos aplausos.

Anônimo disse...

Com 80 por cento dos ministros do STF nomeados pelo Lula, como queriam aprovação do ficha limpa?
QUEM DARIA UM TIRO NO PRÓPRIO PÉ?
E os cumpanheiros iriam se eleger como?

Azarias disse...

O PIG agora é verde.
Verde que te quero Dolar.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo