Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

quarta-feira, 17 de março de 2010

Israel fez molecagem com Lula



Situação está por um fio na região

O que o governo de Israel quis fazer com o presidente brasileiro foi envolvê-lo numa molecagem, ao colocar na agenda - de última hora - uma visita ao túmulo do fundador do sionismo, Theodor Herzl.

Ora, o sionismo foi considerado pela ONU como um movimento racista. É verdade que essa classificação foi revogada em 1991, por pressão dos Estados Unidos e o poderoso lóbi judeu daquele país. Mera formalidade diplomática, porque o sionismo hoje é sim a expressão política do ultranacionalismo judeu, dos interesses religiosos mais intolerantes, da direita protofascista, e da exclusão completa dos palestinos dos territórios de onde são originários.

[É curioso que o movimento sionista internacional que proclama a todo o momento os mitos e tradições do judaísmo, como forma de coesão social e ideológica - se esqueça propositalmente da diáspora do seu povo pelo mundo, já desde a destruição de Jerusalém, no ano 135 d. C. Será porque a diáspora é a prova histórica de que os territórios da Palestina há muito foram abandonados pelos judeus? A diáspora não é o reconhecimento de que os povos árabes foram os únicos que nunca se afastaram do entorno de Jerusalém e que portanto tem plenos direitos de lá constituírem um Estado palestino livre e soberano?]

O protocolo do governo israelense - hoje, totalmente hegemonizado pela extrema direita ultranacionalista e religiosa - incluiu há poucas semanas visita ao túmulo de Herzl. Lula, assim, seria o primeiro mandatário estrangeiro a visitar o mausoléu do ideólogo hebreu. Silvio Berlusconi visitou Israel e a Cisjordânia nos primeiros dias de fevereiro último. Ao primeiro-ministro italiano não foi imposto um protocolo açodado de visita a um símbolo tão controvertido como o mausoléu de Herzl.

Trapalhadas diplomáticas israelenses à parte, a situação em Jerusalém e na Cisjordânia se agrava a cada hora. A intenção do governo fascista de Israel de construir casas para colonos judeus no lado leste de Jerusalém, bem como a reforma de um templo hebreu nas imediações de um lugar sagrado para o islamismo é o prefácio de uma nova escalada de morte e destruição. A Casa Branca já censurou o seu aliado Israel por causa dessas provocações perigosas. Mas o primeiro-ministro Bibi Netanyuahu, insuflado pelos líderes religiosos ultraortodoxos, seus aliados, insiste em continuar brincando com fogo ao lado de um paiol de pólvora.

Começamos mal 2010.

..................................

A cobertura de ZH é um mistifório, uma barafunda. Como sempre. As manchetes vão numa direção, a de desqualificar a estada de Lula em Israel, e os textos vão noutra direção.

Os "especialistas" consultados, desta vez, não entraram no jogo editorial do diário da Azenha. Nenhum "especialista" criticou diretamente a diplomacia brasileira para o Oriente Médio, eles - por não terem bola de cristal - não arriscam afirmar que o Brasil será exitoso nos esforços de mediação da paz na região. Seria, claro, uma temeridade afirmar o contrário. Nem Marco Aurélio Garcia, se indagado, ousaria dizer que a paz está assegurada, depois da passagem de Lula por Israel e Jordânia. Cobrar isso de Lula e do Itamaraty é um exagero encharcado de má-fé.

De resto, ZH comete os erros grosseiros (e hilários) de sempre (ver acima). Yasser Arafat - que morreu em 2004 - é o atual rei da Jordânia? Não, o rei jordaniano é Abdullah II. Yasser Arafat foi presidente da Autoridade Nacional Palestina, ex-líder da OLP e do velho movimento Fatah.

11 comentários:

marcos disse...

A propósito, no próximo domingo as 9 da manhã, A Hora Israelita, apresentado na Bandeirantes AM, certamente reforçará o coro sionista, em protesto contra descortesia do presidente Lula ao não visitar o túmulo do racista-sionista Herzl !

Suzie disse...

Com certeza Marcos!
Aquele "programinha" da Band é a barbárie.
Escutei algumas vezes e fiquei escandalizada.
Em um deles o tema era o Irã...
Até ensaiaram uns "gritinhos" na esquina democrática contra Lula.
Não queriam que Lula recebece Mahmoud Ahmadinejad.

Anônimo disse...

DISCORDO, ACHO QUE COMEÇAMOS MUITÍSSIMO BEM! O PRESIDENTE NEGOU VEEMENTEMENTE A VISITAR O TAL DO MAUSOLÉU, DEFENDE O DIREITO IRANIANO DE DIALOGAR, FAZ AQUELE DISCURSO NA CONFERÊNCIA DA CULTURA E AINDA RECONHECE O PLENO DIREITO PALESTINO A UM ESTADO VERDADEIRAMENTE CONSTITUÍDO. DEVEMOS RECONHECER ALGUM MÉRITO. ROALDO LUÍS VALIATI, PORTO VELHO , RONDÔNIA.

Anônimo disse...

Acho que Lula nada tinha a fazer em Israel, um estado terrorista, quwe para sua criaç~]ao pewrpetrou enúmeros atos terrroristas comandados por Menahin Bhegin.

Anônimo disse...

Lula jamais deveria ir a israel pois trata-se de uma nação que fomenta o terrorismo contra os palestinos, usando inclusive armas proibidas(Fósforo) além de tudo Menahin Begin foi no passado um terrorista procurado em todo o planeta. Pimentel

leonel santos disse...

Esse movimento sionista nasceu no século XIX juntamente com outros movimentos de origem ultra nacionalista e até racista como o pan germanismo do qual originou o nazismo. Ou seja,nazismo e sionismo possuem a mesma matriz e adotam métodos muito parecdos com como confinar as "raças inferiores" em guetos, destruir casas e acampamentos,torturar,matar,mentir,mentir,mentir...So falta adotarem a "solução final".O movimento sionista inventou por exemplo o carro bomba.O que causa espanto é que um povo perseguido ha séculos como o povo judeu,desde antes da diáspora qdo foram expulsos da palestina pelos romanos apoie esse tipo de atitude em relação aos paletinos que aliás são semitas também.Quem é anti-semita então?

Alberto Bilac disse...

Caros do Blog, Leiam no blog Terra Goyazes, mais um capítulo da série A Idade das Trevas, inventário sobre o ruinoso período do tucanato no poder (1994-2002)! No ar e na rede o capítulo: O mito da eficiência da iniciativa privada, no endereço: http://terragoyazes.zip.net

Anônimo disse...

Yasser Arafat (Rei da Jordania!Ahahaha!!), diga-se de passagem, assassinado (envenenado) por Israel durante o interminavel cerco a Ramalah (após ter sobrevivido a um verdadeiro bombardeio à Igreja da Natalidade, onde se refugiou, em Belém, cidade e local onde teria nascido Jesus... E incrivelmente, o Vaticano silenciou... Material comprobatório do sutil atentado foi encontrado na necrópsia do, então, dirigente da Autoridade Palestina. No tempo da OLP, anos 60era considerado terrorista por toda a mídia em razão da luta contra a invasão e ocupação do seu país há, pelo menos, 43 anos. Hoje certamente Cristo seria considerado um perigoso terrorista e não escaparia da cruz... em... Guantanamo, na maior surdina.
(jborges)

Clarissa disse...

Lula seguiu para o oriente com uma mensagem de Paz, aliás, as suas mensagens e viagens são sempre em busca de Paz para a humanidade toda. E como Lula é um estadista a sua agenda foi pré-estabelecida, não dá pra mudar no meio do caminho. Se a política de Israel continuar nessa tendência, tende a ficar no isolamento.

Anônimo disse...

O Sionismo é crime!

fabiii disse...

acho que o reporter que escreveu arafat como rei da jordania eh o mesmo do "vale do sicilio" em porto alegre...

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo