Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

sábado, 23 de janeiro de 2010

ZH usa bobalhão para fazer campanha eleitoral indireta


Neutralidade da RBS só engana os abobados da enchente

A RBS tem candidato para o Piratini em 2010. O nome do candidato da RBS para o Piratini é José Fogaça (PMDB), atualmente prefeito de Porto Alegre e enrolado numa bobina de denúncias de desvio de recursos da Saúde.

Mas a RBS tem por norma não expressar claramente a sua preferência por tal ou qual candidato. Sempre opta pelo candidato mais de direita, faz campanha indireta, contribui com orientações programáticas, mas jamais abre de forma objetiva a sua preferência e aposta eleitoral. Prefere manter a farsa. Opta pelo chamado "jornalismo isento, apolítico e neutro ideologicamente". Ou seja, decide-se por uma ficção. Quer continuar enganando alguns basbaques de classe média que ainda acreditam em gnomo de jardim eleitoral.

Na edição de hoje, ZH usa a "arte" fuleira de um bobalhão para tentar desconstituir o candidato do PT ao Piratini. Hoje, é esse, amanhã, talvez seja o novo "filósofo" do IAPI, depois, o jornalista-delegado, depois, algum douto jornalista-boleiro, mais adiante, um "especialista" manjado e carimbado...

Coisas da vida.

10 comentários:

Fabrício Nunes disse...

Tá boa essa Feil... o novo filósofo do IAPI...hehehe...

Seria uma reedição contemporânea da "miséria da filosofia"!

Cristóvão Feil disse...

Fabricio, se o "filósofo" do IAPI chegasse às unhas do pé de Proudhon, sim, seria uma reedição da "Miséria...".

Mas a "filosofia" do boleiro do IAPI não dá pra chegar sequer ao Partenon. Na lomba da Plínio ele já começa a engasgar...

Abç.

CF

Anônimo disse...

Não há basbaques só na classe média.
Não gosto da RBS,da Yeda e de todos os conservadores do meu país,mas observo que há imbecilidade em todas as classes.Até porque quem realmente tem o poder no páis não depende da classe média mas sim de suas vontades é a classe A
Além disso, a classe média divide-se em classe média baixa,média média e alta.Contudo,quem possui as grandes fortunas,ainda não taxadas a propósito é a classe A
Ana Silva

J. Ferretti disse...

Definiu bem, é um bobalhão, um tolo, como quase todos que escrevem no panfleto vagabundo da RBS.
Mas discordo que sejam coisas da vida. São coisas da "mírdia", essa mistura de mídia com m...

Carla disse...

O desenho do cara é tão ruim que ele tem que explicar:

- É o Tarso.

Putz, um cara desse só consegue emprego de cartunista por se vender ao patrão, pq desenha mal e tem idéias sem graça.

Cloaca News disse...

Um galo paquerando uma peteca é mil vezes mais engraçado que qualquer coisa assinada por esse bobalhão do jornalixo.

claudia cardoso disse...

Só abobados da enchente mesmo para acreditarem nos contos da carochina errebessiano!

Quanto ao mauca, sem comantérios!!!!!

Sofia disse...

Tarso Genro é um homem incansável, sempre dedicado ao trabalho intelectual e público.Por isso, hoje, ocupa um cargo importante no Ministério da Justiça. Por isso, deve se deslocar por esse imenso território brasileiro para prestar os serviços que o cargo exigem.
Enquanto o Tarso trabalha em Políticas Sociais e Públicas, outros estão em estado de preguiça e perdem o precioso tempo com futilidades, próprias dos mesquinhos.

Cobra criada disse...

É uma triste figura, sem nenhuma graça, além de desdenhos toscos e mal acabados. O filósofo do IAPI (ótima sacada) nem é dos piores. O que falar de um filho de pequenos agricultores, colono, defensor do latifúndio (só aqui...) Iotti? Este é o aprendiz do nada.

Anônimo disse...

Comprar um Puff não pooodiii. Torras milhares de reais passeando adoidado de avião pooodiii.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo