Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Surf no lixo contemporâneo: a que ponto chegamos! E que mundo deixaremos de herança para Keith Richards?

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Isto é Chamamé



Com o misionero argentino Chango Spasiuk. Chamamé é um gênero musical chucro do Cone Sul, portanto internacional e interétnico. Integra territórios e corações do Pampa guasca, do Pampa argentino e uruguaio, e do Chaco paraguaio. Uma música internacionalista, sem fronteiras, rebelde e indomável como o Minuano, o vento gelado que vem dos Andes e busca conhecer poeticamente o mar, a qualquer preço, rude e brutal.

P.S.: Pronuncia-se tchamamê.

11 comentários:

Anônimo disse...

A excelente TV pública de Argentina, Canal Encuentros, possui um programa sob apresentação de Spasiuk chamado de Pequeños Universos. Programa de música e encontros, imperdível, humano e social. Pedrada! Disponível aqui:

http://www.taringa.net/posts/tv-peliculas-series/3746516/Pequeños-Universos:-con-el-Chango-Spasiuk-(canal-Encuentro).html

Seus cds tambem estao disponiveis para download na web. Recomendo o último, Pynandí.
Abs.

Jonny Downlonny

José Renato Moura disse...

Este final de semana inicia em São Luiz Gonzaga o Encontro Internacional de Chamameceros. Imperdível, para quem gosta do gênero.

Blog do Charles Bakalarczyk disse...

Entre os dias 07 a 10 de janeiro/2010 se realiza em São Luiz Gonzaga (RS) o VI ENCONTRO INTERNACIONAL DE CHAMAMECEROS.
Todos estão convidados.
Para ver a programação completa entre no seguinte site: www.chamameceros.com

Cristóvão Feil disse...

E o que fazem que ainda não me mandaram o cartaz digitalizado para publicar aqui?

Chamamecero também usa a web!

Abç.

CF

PS: Grátis!

Gomes disse...

Feil, visitei o site do encontro de São Luiz e não tem nenhum cartaz digitalizado e compacto para republicação.

Lamentável. Falha grave dos organizadores do evento.

Blog do Charles Bakalarczyk disse...

Também pertendia colocar noemu blog e não tem nada. Sequer da para colar o histórico dos encontros.
Mas já mandei um "chasque" para os organizadores, reclamando!

Anônimo disse...

te inspiraste bagual!

Anônimo disse...

Uma correção,
o chamamé não é uma música do pampa. É uma música do espinal, das florestas missioneiras, das beiras de rio. Dos entre-rios. Dos guaranis. Dos mestiços.

Um abraço

José Tacuabé

Ara disse...

José,

a origem é a polka paraguaia fundida com a música guaraní, de onde retira o nome chamamé, daí ela se esparrama e recebe influências as mais variadas como o tango, por exemplo. Hoje, o chamamé é de todo o Cone Sur, dos Pampas às cidades, ao Chaco e ao Pantanal de Mato Grosso. O Feil diz bem é como o vento indomável.

Wadilson disse...

Gracias pelo post!
Conheci o site e a música de Chango Spasiuk.
Até com Naná já gravou, tocando a música de Villa Lobos.

Musica buenisima!

Nelson Antônio Fazenda disse...

Chamamé dos bons, mesmo, Feil.
Acessei o endereço sugerido pelo Jonny. É muito bom o programa do Spasiuk na TV pública da Argentina.
Bagual!!!

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo