Você está entrando no Diário Gauche, um blog com as janelas abertas para o mar de incertezas do século 21.

Morreu no último 23 de outubro, o grande artista René Burri, um fotógrafo inesquecível. Na foto, tirada na construção de Brasília, em 1960, estudantes aguardam o transporte escolar.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Brasil tem o automóvel mais caro do mundo



Margem de lucro das montadoras instaladas no Brasil chega a três vezes mais  

O Brasil tem o carro mais caro do mundo. Por quê? Os principais argumentos das montadoras para justificar o alto preço do automóvel vendido no Brasil são a alta carga tributária e a baixa escala de produção. Outro vilão seria o “alto valor da mão de obra”, mas os fabricantes não revelam quanto os salários – e os benefícios sociais - representam no preço final do carro. Muito menos os custos de produção, um segredo protegido por lei.


Com um mercado interno de um milhão de unidades em 1978, as fábricas argumentavam que seria impossível produzir um carro barato. Era preciso aumentar a escala de produção para, assim, baratear os custos dos fornecedores e chegar a um preço final no nível dos demais países produtores.


Pois bem: o Brasil fechou 2010 como o quinto maior produtor de veículos do mundo e como o quarto maior mercado consumidor, com 3,5 milhões de unidades vendidas no mercado interno e uma produção de 3,638 milhões de unidades.


Três milhões e meio de carros não seria um volume suficiente para baratear o produto? Quanto será preciso produzir para que o consumidor brasileiro possa comprar um carro com preço equivalente ao dos demais países?


As montadoras têm uma margem de lucro muito maior no Brasil do que em outros países. Uma pesquisa feita pelo banco de investimento Morgan Stanley, da Inglaterra, mostrou que algumas montadoras instaladas no Brasil são responsáveis por boa parte do lucro mundial das suas matrizes e que grande parte desse lucro vem da venda dos carros com aparência fora-de-estrada. Derivados de carros de passeio comuns, esses carros ganham uma maquiagem e um estilo aventureiro. Alguns têm suspensão elevada, pneus de uso misto, estribos laterais. Outros têm faróis de milha e, alguns, o estepe na traseira, o que confere uma aparência mais esportiva.


O Banco Morgan concluiu que esses carros são altamente lucrativos, têm uma margem muito maior do que a dos carros dos quais são derivados. Os técnicos da instituição calcularam que o custo de produção desses carros, como o CrossFox, da Volks, e o Palio Adventure, da Fiat, é 5 a 7% acima do custo de produção dos modelos dos quais derivam: Fox e Palio Weekend. Mas são vendidos por 10% a 15% a mais.


O Palio Adventure (que tem motor 1.8 e sistema locker), custa R$ 52,5 mil e a versão normal R$ 40,9 mil (motor 1.4), uma diferença de 28,5%. No caso do Doblò (que tem a mesma configuração), a versão Adventure custa 9,3% a mais.


O analista Adam Jonas, responsável pela pesquisa, concluiu que, no geral, a margem de lucro das montadoras no Brasil chega a ser três vezes maior que a de outros países.


Texto do jornalista Joel Leite, publicado no portal UOL Carros. Leia mais aqui.

4 comentários:

Nelson disse...

Eu sempre digo que o Braisl é um paraíso para os empresários, os grandes, é claro. Para estes, carga tributária "insuportável"; são lucros e mais lucros.

Nelson disse...

"O analista Adam Jonas, responsável pela pesquisa, concluiu que, no geral, a margem de lucro das montadoras no Brasil chega a ser três vezes maior que a de outros países."

Lembra do "caso Ford"?
Ainda hoje tem muito gaúcho, que se diz esperto, inteligente, a "meter o pau" no "Tio" Olívio. Tem muito gaúcho que segue acreditando que o caminho para o desenvolvimento é conceder ainda mais benesses a grandes empresas tipo a Ford.
Crêem que "tem que dar e arreganhar", como dizia minha mãe, para que elas venham nos trazer tecnologia e emprego.
"Berram que nem bode embarcado" contra os impostos, mas "não tão nem aí" para essa verdadeira barbaridade que são os ganhos dessas grandes empresas, em cima de nós todos - eles, os espertos, incluídos.

Lucas Jerzy Portela disse...

imagine se não tivesse...

e tem litro de gasolina pareada a passagem de ônibus - pra dar a falsa ilusão de que ter carro é mais barato do que andar de coletivo.

#FAIL

Anônimo disse...

Tudo culpa do FHC.

Contato com o blog Diário Gauche:

cfeil@ymail.com

Arquivo do Diário Gauche

Perfil do blogueiro:

Porto Alegre, RS, Brazil
Sociólogo